Eleições / Eleições 2022

“Se Lula for eleito eu não vou brigar com Lula”, diz ACM Neto sobre possível eleição na Bahia

Imagem “Se Lula for eleito eu não vou brigar com Lula”, diz ACM Neto sobre possível eleição na Bahia

ACM Neto concedeu entrevista à rádio Piatã FM nesta segunda (17)

Publicado em 17/01/2022, às 19h28        Tamirys Machado e Henrique Brinco

O ex-prefeito de Salvador e pré-candidato ao Governo da Bahia, ACM Neto (DEM), comentou sobre como será sua relação com o futuro presidente da República caso seja eleito no pleito de outubro deste ano.  Ele negou que há acordo de “não agressão ao ex-presidente Lula”, na campanha política, mas disse que será o “Netinho paz e amor”.

Leia também:

“Desde 2012 não sei mais onde está o Netinho que não seja paz e amor. De 2012 pra cá eu só tenho encontrado o Netinho paz e amor. Passei 8 anos na prefeitura e trabalhei primeiro com Dilma. Não era fácil trabalhar com Dilma, todo mundo sabe o estilão dela, o PT governando o Brasil e a Bahia e isso nunca prejudicou Salvador. Fui paz e amor com Dilma, com Temer, com Bolsonaro e serei paz e amor com qualquer presidente que o Brasil escolher, isso é minha obrigação”, disse ACM Neto aos jornalistas Victor Pinto e João Brandão durante entrevista ao programa BNews Agora na Piatã FM.  

“Se Lula for eleito eu não vou brigar com Lula, ao contrário, vou procurar para construir as pontes necessárias de uma relação de respeito que o estado da Bahia terá que ter com o governo federa,. Isso não quer dizer que tenho pacto com Lula, não há pacto, acordo.  Existe uma decisão minha de não nacionalizar o debate. Posso assegurar, vou trabalhar com qualquer presidente que o Brasil venha a escolher, caso me eleja governador da Bahia. Isso não é retórica, eu sei os caminhos”, afirmou.

ACM Neto diz que União Brasil ainda vai tomar decisão

Sobre apoios na eleição presidencial, o baiano afirmou que ainda é cedo para tomar qualquer decisão. "União Brasil é um partido nacional que está em formação. Tem o seu presidente já escolhido, que é o deputado federal, Luciano Bivar. O partido vai ouvir todos os estados para tomar uma decisão sobre o projeto presidencial".

Leia também:

Segundo ele, o desafio é organizar o partido nos Estados e só depois abrir a discussão. "Estou inteiramente focado no nosso projeto na Bahia. Não vou permitir de maneira alguma que as questões nacionais possam interferir no que for melhor para os baianos"

Ele também negou que exista alguma sinalização de apoio ao ex-juiz Sérgio Moro. "Moro está hoje filiado ao Podemos. Estão, seria indelicado em falar de uma candidatura de Moro pelo União Brasil".

Você pode ouvir o programa, das 19h às 20h, clicando aqui!

Classificação Indicativa: Livre