Carnaval

Parangolé pode repetir feito do Psirico com títulos consecutivos de música do Carnaval; pagode domina últimos anos

[Parangolé pode repetir feito do Psirico com títulos consecutivos de música do Carnaval; pagode domina últimos anos]
Por: Reprodução / Instagram Por: Tiago Di Araujo 0comentários

Nos últimos anos, o pagode é um grande gênero na disputa pelo título de "Música do Carnaval" de Salvador. Inclusive, o ritmo é o único que conseguiu vencer dois anos consecutivamente a disputa. Nos anos de 2014 e 2015, a banda Psirico, do cantor Márcio Victor, emplacou os hits "Lepo Lepo" e "Tem Xenhenhem" respectivamente e saiu com os troféus.

Agora, outra banda de pagode tem a oportunidade de repetir o feito. Trata-se do grupo Parangolé, liderado por Tony Salles. Após conquistar o título em 2019, com a música "Abaixa Que é Tiro", neste ano a aposta para disputa é com o hit "Ela Não Quer Guerra com Ninguém", que já é apontado pelos fãs com o melhor para folia.

Em 2018, Léo Santana teve a mesma oportunidade com depois de ter vencido em 2017 com a música "Santinha". Ele também já tinha ganho em 2010, com a música "Rebolation", quando era vocalista do Parangolé. Mas, o possível bicampeonato foi frustrado pelo Psirico, em parceria com o grupo Attoxxá, com o hit "Elas Gostam (Popa da Bunda)". Inclusive, a banda liderada por Márcio Victor é a maior vencedora do gênero, com quatro títulos. Em 2008 também ganhou com "Mulher Brasileira (Toda Boa)".

Outros que conquistaram o título no pagode, além dos já citados acima, foi Leva Nóiz, com "Liga da Justiça (Mulher Maravilha)", em 2011. Depois disso, um intervalo de dois anos tirou o pagode do topo. Mas, a partir de 2014, foram seis títulos em sete anos, pois teve a sequência quebrada pela banda Vingadora, com o hit "Paredão Metralhadora".

Em caso de nova conquista do Parangolé, a hegemonia continua. Lembrando que além do hit de Tony Salles, outros do gênero estão na disputa, a exemplo de "Contatinho", de Léo Santana, em parceria com Anitta, e a recém-lançada "Sacanagenzinha", do Harmonia do Samba, gravada com Ludmilla. Além desses, Psirico aposta em "Tá Quente" e La Furia em "Tchaco Tchaco".

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas