Esporte

Venda da SAF do Cruzeiro pode estar ameaçada

Divulgação

A Mesa Diretora do Conselho Deliberativo do Cruzeiro se posicionou contra os pedidos de mudança no contrato da compra solicitados pelo ex-jogador Ronaldo

Publicado em 16/03/2022, às 22h49    Divulgação    Redação

A Mesa Diretora do Conselho Deliberativo do Cruzeiro se posicionou contra os pedidos de mudança no contrato da compra da SAF do clube, que foram solicitados pelo ex-jogador Ronaldo Fenômeno, que quer uma recuperação extrajudicial ou judicial.

Além disso, Ronaldo deseja que seja feito o arrendamento das Tocas I e II para a SAF, evitando que sejam executadas para pagamento de impostos atrasados, na casa de R$ 200 milhões. Os conselheiros do Cruzeiro disseram, em nota, que as demandas do ex-atleta são lesivas ao patrimônio do Cruzeiro.

“Não nos opomos a essa condição. Entretanto, entendemos que a negociação capitaneada pela XP e com a anuência do Presidente Sérgio Santos Rodrigues é, de um lado, extremamente lesiva e desproporcional ao Cruzeiro, e, de outro, excessivamente benéfica ao Ronaldo, motivo pelo qual buscamos um reequilíbrio de todas as questões envolvidas no negócio” disse a nota.

Leia também:

CBF tem eleições marcadas para o dia 23; saiba como vai funcionar o pleito

Bahia goleia Vitória da Conquista, mas não vai para a semifinal

Vitória ganha de virada do Bahia de Feira, mas não se classifica para próxima fase

Vale lembrar que as demandas de Ronaldo passarão por uma assembleia do Conselho Deliberativo e os pedidos podem não ser aceitos

Confira os demais motivos do Conselho do Raposa “No último dia 14 de março de 2022, nos foi formalmente comunicado pelo Ronaldo, a intenção de incluir as Tocas da Raposa I e II no negócio em contrapartida do pagamento, por ele, da dívida tributária, que já se encontra renegociada e parcelada, no valor aproximado de 150 milhões de reais. Assim, neste novo formato, passaria a caber ao Cruzeiro, assessorado pela XP, 10% da SAF, a liquidação do seu passivo inclusive com a venda de seu patrimônio imobiliário para tanto, à exceção da dívida tributária que passa a ser do Ronaldo e este, em contrapartida, recebe as Tocas da Raposa I e II. Com a concretização desta negociação, nos termos defendidos pela XP e pela presidência do Cruzeiro, corremos um risco real de, ao final, termos um Cruzeiro sem patrimônio e sem qualquer representatividade e força dentro da SAF, com possível diluição de sua participação acionária. Entendemos a importância das Tocas da Raposa I e II nas atividades do futebol da SAF e, também, o que representa a aprovação de uma Recuperação Judicial ou Extrajudicial do Cruzeiro - acrescenta a nota dos conselheiros. A Mesa Diretora do Conselho Deliberativo, em conjunto a Comissão de Apoio para Constituição da Sociedade Anônima do Futebol Cruzeiro jamais será empecilho para qualquer negociação, desde que não exista prejuízo à instituição centenária Cruzeiro Esporte Clube e nem à sua imensa torcida, agindo sempre dentro da legalidade, respeitando o Estatuto do Cruzeiro. Por fim lembramos a nossa torcida: um Cruzeiro forte é a maior garantia que temos para o caso de um eventual e não desejado fracasso do projeto pretendido pelo Ronaldo. Avante Cruzeiro! Avante SAF! Avante Ronaldo!

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre