Geral

Baiano que lutou na Segunda Guerra Mundial morre aos 104 anos

Arquivo Pessoal
Eurypedes Pamplona lutou como pracinha da Força Expedicionária Brasileira  |   Bnews - Divulgação Arquivo Pessoal
Marcelo Ramos

por Marcelo Ramos

[email protected]

Publicado em 04/06/2024, às 07h00



Ex-combatente de guerra, o baiano Eurypedes Pamplona morreu no último domingo (2), aos 104 anos, em Salvador. Ele é conhecido por ter lutado na Segunda Guerra Mundial, na Itália, como pracinha da Força Expedicionária Brasileira.

Segundo informações da assessoria de imprensa do 4º Batalhão de Engenharia de Construção (BEC) de Barreiras, onde ele morava, o veterano morreu de causas naturais, em razão da idade avançada. Ele deixa esposa, dois filhos, cinco netos e dois bisnetos.

De acordo com o G1, Pamplona foi homenageado por muitas oportunidades em cerimônias pelo 4° BEC e sempre desfilava na parada cívico militar do 7 de setembro, data em que é celebrada a Independência do Brasil. A história dele foi, inclusive, publicada em um livro, intitulado "Tiro, Guerra e Mato", do policial militar João Paulo Pinheiro Lima Primeiro.

O corpo do idoso foi levado para Barreiras e o velório aconteceu na segunda-feira (3), no Memorial Senhor do Bonfim. O corpo dele será sepultado nesta terça-feira (4), às 9h, no Cemitério São João Batista.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp