Política

De olho no STF, André Mendonça se reúne com Jaques Wagner em Salvador, mas senador não confirma apoio

[De olho no STF, André Mendonça se reúne com Jaques Wagner em Salvador, mas senador não confirma apoio  ]
01 de Agosto de 2021 às 19:11 Por: Isaac Amorim/MJSP Por: Victor Pinto

Uma passagem rápida e objetiva: conversar na tentativa de angariar votos. Conforme o BNews havia antecipado, o indicado de Jair Bolsonaro (sem partido) a vaga de Marco Aurélio para o Supremo Tribunal Federal (STF), o Advogado-Geral da União, André Mendonça, esteve com o senador Jaques Wagner (PT), nesta semana, em Salvador.

Mendonça tem aproveitado o recesso parlamentar para visitar os senadores. Tanto que da Bahia seguiu para o Rio Grande do Sul para estabelecer diálogo com o petista Paulo Paim. Os alvos do pretenso ministro são os quadros da oposição, decisivos na eleição que acontece no Plenário do Senado. 

O encontro com Wagner aconteceu na quinta-feira (29), no escritório do petista na Avenida Paralela, mas o BNews só conseguiu confirmar a informação na noite deste domingo (1). 

Wagner, também pré-candidato ao governo da Bahia, não entrou em detalhes e reafirmou o que havia dito na quarta-feira (28): uma visita protocolar, como também receberia qualquer ministro ou candidato ao STF.

“Foi uma conversa cordial, trocando impressões sobre a sua candidatura para ocupar uma cadeira no STF”, disse , mas foi enfático ao dizer que a conversa por si só não foi um sinal de apoio. 

O ungido do presidente da República não tem tido vida fácil para conseguir o feito, pois há uma resistência natural de alguns pelo fato de ser muito alinhado com as hostes bolsonaristas e para desmistificar essa pecha tem feito as conversas.

O senador Angelo Coronel (PSD) não retornou contato até a publicação da matéria. Na semana passada o pessedista havia dito não saber da agenda de Mendonça na Bahia. Otto Alencar (PSD) disse já ter se encontrado com o candidato ao STF em Brasília e também não sabia do encontro local. 

CORRIDA - A indicação de Bolsonaro por Mendonça já foi enviada ao Senado, mas ainda precisa ser lida em Plenário. Depois, o indicado terá que passar por sabatina na Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ). A última sabatina para esse cargo, do ministro do STF Nunes Marques, durou dez horas.

De acordo com a Agência Senado, o parecer, aprovado ou rejeitado pela CCJ, seguirá para o Plenário, que decidirá sobre a indicação. Para que o nome seja aprovado, são necessários os votos da maioria absoluta, ou seja, de pelos menos 41 senadores. Os votos, tanto na comissão quando no Plenário, são secretos.
Se tiver o nome aprovado, Mendonça, que tem 48 anos, poderá ficar no STF por 27 anos, até se aposentar.

Doutor em Direito, Mendonça fez sua carreira no serviço público como advogado da União e também atuou como ministro da Justiça no governo de Bolsonaro. Na sabatina, assim como ocorreu com Nunes Marques, devem ser temas recorrentes a posição do indicado sobre prisão em segunda instância, foro privilegiado e a Lava Jato.

 

Notícias Relacionadas 

Angelo Coronel diz que Senado pode reprovar nome de André Mendonça para o STF

Bolsonaro publica decreto de aposentadoria de Marco Aurélio no diário oficial

Bolsonaro anuncia a ministros que indicará André Mendonça ao Supremo

Ministro dos votos vencidos, Marco Aurélio Mello deixa STF na próxima segunda (12)

André Mendonça já conversou com 50 senadores sobre STF, afirma Silas Malafaia

André Mendonça busca apoio no Senado por vaga no STF

Presidente do STF pede a Bolsonaro que só indique novo ministro quando Marco Aurélio se aposentar

Bolsonaro indicará André Mendonça para STF e reconduzirá Aras à PGR nesta semana, diz coluna

Classificação Indicativa: Livre


Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar