Meio Ambiente

Junho Verde: 14 milhões de sacolas plásticas deixam de ser consumidas em Salvador

Ilustrativa / Pixabay
Cerca de 14 milhões de sacolas plásticas deixaram de ser distribuídas após implementação de lei  |   Bnews - Divulgação Ilustrativa / Pixabay
Natane Ramos

por Natane Ramos

Publicado em 28/05/2024, às 13h08



Após a implementação da lei municipal, que proíbe a entrega gratuita de sacolas plásticas em estabelecimentos comerciais, foi levantada uma pesquisa que apontou que cerca de 14 milhões de unidades de embalagem pararam de ser entregues em Salvador.

Confira mais matérias do projeto Junho Verde!

De acordo com a Associação Brasileira de Supermercados (Abras), a quantidade chocante de sacolas que não foram distribuídas tem relação direta com a intensificação da lei no mês de maio, o que ajuda na preservação do meio ambiente, além de fornecer uma mudança comportamental na sociedade.

Ainda segundo a Abras, 1,5 milhão dessas embalagens são distribuídas por hora no Brasil, o que mostra um empecilho na sustentabilidade do país como um todo.

Confira mais matérias do projeto Junho Verde!

Ana Paula Monção, do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), vinculado à Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), reforçou a importância da lei que foi vigorada no dia 12 de maio. "Entendemos que toda ação que minimize os impactos negativos ao meio ambiente é bem-vinda, e essa é uma medida que colabora para isso. Mas para causar um impacto positivo, de fato, é preciso uma mudança de comportamento e do entendimento das nossas ações. Qualquer prejuízo causado ao meio ambiente será sentido por nós, seja com as mudanças climáticas, seja com a falta de recursos naturais disponíveis", explicou.

Confira mais matérias do projeto Junho Verde!

Uma pesquisa do Instituto Socioambiental dos Plásticos (Plastivida) mostrou como o Brasil é um grande consumidor em sacolas de plástico, chegando a atingir cerca de 13 bilhões de distribuições, por ano. O que corresponde a 60 sacolas plásticas por pessoa.

Confira mais matérias do projeto Junho Verde!

"Todas as ações e esforços precisam ser realizados de forma conjunta e contínua; imposição de Leis e outras medidas que não promovam a conscientização e mudança de comportamento em cada um nós podem trazer algum ganho, mas será insuficiente se aplicada de forma isolada e dificilmente evitará impactos negativos”, refletiu Ana Paula.

Confira:

O projeto Junho Verde 2024 é uma realização do Grupo A4 com patrocínio da Suzano, Governo Bahia, Axxo, JBS, Sian Engenharia, Shopping da Bahia, Intermarítima e Casa de Apostas Arena Fonte Nova. O apoio fica por conta da Atlântico Transportes, ITS Internet, Planeta Imaginário, Ecogreen Educação Ambiental, Casa Soma e UCI Orient Shopping da Bahia.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp