Mundo

Falta de combustível já afeta França

País enfrenta onda de protestos devido à reforma da previdência

Publicado em 25/10/2010, às 06h00        Redação Bocão News

As greves nas refinarias e os bloqueios de depósitos podem levar a França a um colapso no abastecimento, segundo informou neste domingo, 24, Ministério da Energia. A situação do abastecimento de combustíveis está comprometida e se agravando, especialmente na região de Paris e oeste da França.

De acordo com as informações oficiais, na região parisiense 35% dos postos não têm combustível ou falta pelo menos um produto, e no oeste um terço dos negócios apresentam sérias dificuldades.

Um porta voz do ministério das Energias teria informado a Agencia France Presse que sete departamentos franceses estão quase sem combustível e que nas zonas Leste, Sudoeste, Norte e Sul, entre 10 e 15% das bombas estão vazias.

Os trabalhadores franceses protestam contra a reforma da previdência proposta pelo governo do presidente Nicola  Sarkozy, e aprovada na última sexta-feira (22) pelo Senado após passar pela Assembleia Nacional.

A reforma eleva de 60 para 62 anos a idade mínima para aposentadoria e a idade para o recebimento da aposentadoria integral de 65 para 67 anos. Mesmo justificando a reforma como indispensável para a manutenção do sistema previdenciário, o governo francês enfrenta uma onda de protesto sem precedentes na história do pais.  

Os sindicatos convocaram outras manifestações para os dias 28 de outubro e 6 de novembro, apoiadas pela maioria dos franceses. Além da energia, as greves começam a afetar outros setores da economia francesa. (Informações do Correio Braziliense)

Classificação Indicativa: Livre