Mundo

Putin intensifica ataques no Leste e Sul da Ucrânia

Pedro Ladeira/Folhapress

"O inimigo está aumentando o ritmo da operação ofensiva. Os ocupantes russos estão exercendo fogo intenso em quase todas as direções"

Publicado em 28/04/2022, às 19h33    Pedro Ladeira/Folhapress    Redação Bnews

Moscou intensificou os ataques no Leste e Sul da Ucrânia, informou Kiev nesta quinta-feira (28). Putin ameaçou uma rápida retaliação contra qualquer país ocidental que se envolver no conflito em nome da Ucrânia.

Leia mais: 

Anvisa solicita recolhimento de chocolates fabricados pela Kinder

Duas adolescentes são mantidas em gaiolas devido à doença mental

Mesmo depois de dois meses da invasão ao território liderado por Volodymyr Zelensky,  os russos não conseguiram capturar a capital Kiev. 

"O inimigo está aumentando o ritmo da operação ofensiva. Os ocupantes russos estão exercendo fogo intenso em quase todas as direções", disse o comando militar da Ucrânia sobre a situação no front no Leste.

O comando ucraniano afirmou que o principal ataque russo foi perto das cidades de Donetsky e Slobozhanske, ao longo de uma rodovia estratégica, na linha de frente que liga a segunda maior cidade do país de Kharkiv a Izyum já ocupada pelos russos. 

Representantes ucranianos informaram que houve fortes explosões durante à noite na cidade de Kherson, no Sul do país. As tropas russas usaram gás lacrimogêneo e granadas de efeito moral na última quarta-feira (27), para reprimir as manifestações pró-ucrania, é agora estado bombardeando toda à região são redor de  Mykolaiv e Kryvyi Rih. 

Kiev acusa Moscou de planejar um falso referendo de independência das regiões dominadas no Sul.  Segundo à mídia estatal, a autoridade autodenominada  "comissão militar-civil", pró-Rússia afirmou que a área começará a usar a moeda russa a partir do mês de maio. 

Países ocidentais aumentaram as entregas de armas para o exército ucraniano nos últimos dias. 

"Se alguém pretende intervir de fora nos eventos em andamento e criar ameaças estratégicas para a Rússia, que são inaceitáveis, devem saber que nossos ataques de retaliação serão rápidos como um raio", disse Putin a parlamentares em São Petersburgo.

"Temos todas as ferramentas para isso, coisas que ninguém mais pode se gabar de ter agora. E não vamos nos gabar, vamos usá-las se necessário. E quero que todos saibam disso", acrescentou.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão!

Classificação Indicativa: Livre