Mundo

Ucranianos capturados são presos em 'campos de filtragem' ou enviados a áreas remotas, diz CNN

Ministério da Defesa Ucraniano

As informações são da CNN americana com base em depoimentos de testemunhas

Publicado em 27/05/2022, às 13h32    Ministério da Defesa Ucraniano    Folhapress

Cidadãos ucranianos estariam sendo realocados à força para áreas remotas da Rússia depois de passarem por "campos de filtragem" em cidades fronteiriças.

As informações são da CNN americana com base em depoimentos de testemunhas, fontes da inteligência ocidental, que falaram sob anonimato, e organizações de defesa de direitos humanos.

Leia mais:

Morre, aos 67 anos, Ray Liotta

Atirador do Texas sofreu bullying por ser gago e comprou armas dois dias antes do ataque

Milagre da Medicina: Jovem amputado na cintura pede a médico para “salvar ao menos a cabeça”

Segundo a emissora, os "campos de filtragem" funcionam como postos de controle em que ucranianos são investigados e ficam detidos por semanas. A maior parte é enviada a áreas remotas da Rússia, muitas vezes sem documentos e sem dinheiro, mas também há os que desaparecem sem deixar vestígios -a suspeita é de execução.

De acordo com fontes ouvidas pela reportagem, a maioria dos que são enviados à força à Rússia é de mulheres, crianças e idosos. Os que representam, de alguma forma, risco aos interesses de Moscou estão entre os que desaparecem ou ficam detidos nos campos, sob condições precárias.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão!

Classificação Indicativa: Livre