Colunas / Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: O terror das calcinhas

Divulgação/Reprodução/Redes sociais

Os bastidores da politica baiana

Publicado em 13/01/2022, às 05h55 - Atualizado às 09h00    Divulgação/Reprodução/Redes sociais    Editoria de política

Tem servidor de um dos órgãos da prefeitura que resolveu presentear as colegas com calcinhas. A atitude do “colega” se estendeu às solteiras e casadas e teve marido que não gostou da intimidade do “Papai Noel”: mandou devolver o presente e quis tomar satisfação com o cidadão. A treta se formou!
O prefeito Bruno Reis ficou sabendo da querela e já mandou apurar e encontrar o engraçadinho

O último apaga a luz
Quem está P da vida com o governador Rui Costa é a turma de eventos. O comandante do estado reduziu de 5 para 3 mil o limite de público em shows e estádios e deu declarações que geraram revolta no setor do entretenimento. A crise já abala todo o estado da Bahia. Produtores e empresários do meio artístico já não sabem o que fazer e dizem que não são culpados pelo aumento dos casos de covid. Reclamam que estão há um ano tentando conversar com o governador, mas cada dia o assunto é adiado. Há quem diga que os camarotes privados que iriam ocorrer no Carnaval (mesmos em folia pública), de seis minguaram para dois. Um desses já está prestes a anunciar cancelamento. O Skol desistiu ontem. O racha com o “Correria” ainda vai render pano para manga. O último apaga a luz!

Tio Patinhas da Prefeitura
Num momento de crise econômica na cidade, o IPTU de Salvador vai subir 10,74%. Além disso, haverá uma elevação de 50% na taxa de lixo (TRSD). Os aumentos foram feitos quase que sem diálogo com a Câmara Municipal de Salvador - como bem apontou o procurador jurídico da Casa e ex-prefeito, Edvaldo Brito (PSD). A promotora Rita Tourinho, do Ministério Público da Bahia, já está na cola e quer saber quem foi o gênio que fez a manobra.

O desafeto de Neto
O governador de São Paulo, João Dória (PSDB), rival de ACM Neto, causou o maior climão entre os aliados carlistas após anunciar que ajudaria Salvador com a doação de mais de 140 mil vacinas contra a gripe. Só restou ao prefeito Bruno Reis (DEM) e ao Secretário de Saúde, Leo Prates (PDT), "menudos" de primeira hora do ex-prefeito, agradecerem.

O pai da vacina e a amizade sincera
Já o deputado Adolfo Viana, que nem gosta de aparecer em polêmicas, também precisou se manifestar. "Um gesto de grandeza do governador com os soteropolitanos. A doação foi de grande serventia para a população, que agora terá a programação vacinal avançada", disse o presidente estadual do PSDB, em nota.

Milagres de Réveillon
Conhecido pelos atrasos em pautas, o governador Rui Costa (PT) calou a boca de geral nesta semana ao chegar cedo no ato de assinatura de ordem de serviço para construção do Hospital Ortopédico no Cabula. Com evento marcado para 8h30, o “correria” apareceu 8h em ponto. Ano novo, costume novo. Será?

Ovo virado
Rui chegou ao evento já resmungando com a equipe por ter escolhido um local errado para conceder algumas entrevistas ao vivo para emissoras de TV e rádio.

O destino de Bacelar

Ainda no mesmo evento, Rui falou até sobre conversar com Bacelar, presidente do Podemos, para definir o futuro do deputado federal no grupo. Apesar de não ter ninguém do partido com mandato no ato, foi possível ver camisas da legenda circulando por lá. Inclusive, foram os únicos vestidos com uniforme partidário.

Falando nisso..
Bacelar ficou uma arara com a declaração de Rui sobre a situação política dele caso fique no Podemos tendo Sérgio Moro candidato a presidente da República. Não gostou mesmo. De um lado ele pode permanecer onde está, controlar o partido como sempre fez e voltar para base de ACM Neto, conforme o BNews noticiou em novembro do ano passado esse movimento. Por outro teria que abrir mão de uma sigla sua para ir para a sigla dos outros. Equação delicada.

As ameaças de Nilo
Marcelo Nilo (PSB) já não faz a menor questão de esconder que está insatisfeito com a base aliada do PT na Bahia. As ameaças se tornaram mais reais nesta semana. Ele, inclusive, fez questão de posar para uma foto ao lado de um cacique do PSDB, o ex-deputado Jutahy Magalhães.

Reação tucana
Quem não gostou nada desse encontro foi o chefe "mor" tucano na Bahia, João Gualberto, que tratou de se encontrar com Jutahy logo em seguida para marcar território e deixar claro quem é que manda no pedaço.

A debutante do ano...
Nilo tem buscado, nesse meio tempo para definir se vai ou se fica, já se familiarizar com o grupo da oposição. Há quem diga que já foi ouvida conversa de telefone onde o deputado já referência ACM Neto como “Companheiro Neto”. Os mais próximos comentam que a mágoa tá grande, mas dez entre dez da base governista não acreditam no rompimento. Nilo quer garantir espaços futuros com JW. Resta saber quem vai ficar com a noiva!

Sobrou para “o familiar”
Quem está com as mãos na cabeça, pelo que parece, é o genro de Nilo, deputado Marcelinho Veiga. Onde o sogro for, ele deve ir. O detentor de umas das 63 cadeiras da ALBA tem ouvido pressão de tudo quanto é lado. Uns pra rachar, outros pra ficar. O futuro a Deus pertence.

Só nos flashes
Da série "vida de papagaio de pirata não é fácil": pra aparecer na TV ao fundo do governador, vale até contar com a ajuda do piso elevado. O deputado estadual Niltinho (PP) que o diga...

Quem é vivo...
Quem reapareceu nesta semana foi Ivoneide Caetano (PT). Querendo se colocar como liderança da oposição de Camaçari após ter ficado com 40% dos votos na eleição para prefeito, em 2020, ela criticou a criação de mais de 400 cargos na Prefeitura, aprovada em sessão extraordinária pela Câmara de Vereadores da cidade nesta semana.

No jogo
Marcell Moraes quer continuar na cena política de qualquer jeito. Nesta semana, subiu ao palanque da Prefeitura de Salvador sem máscara, tomou um puxão de orelha. Teve que colocar a máscara no meio do evento. Ele também intensificou as postagens de bichos nas redes sociais.

Tiranossauro Reis
O prefeito Bruno Reis virou meme nesta semana ao anunciar uma parceria de Salvador com a iniciativa privada para ampliar o acervo de dinossauros no parque do Stiep. Aliás, chama a atenção a obsessão do gestor com o local pré-histórico.

O Bonfim deixa saudades
Mais um ano sem a tradicional Lavagem do Bonfim. Lá se vão dois anos sem a primeira festa do ano que mistura sagrado, profano e muita política. Em época de eleição os candidatos não vão poder usar a festa para fazer palanque eleitoral e o famoso corpo a corpo. Sem cortejo, devoções e caminhadas, os baianos terão que esperar para ano que vem matar a saudade de dizer “quem tem fé, vai a pé”.

A covid
A nova variante da covid não tem dado trégua. Leva de artistas e políticos se infectando. Recentemente foi o ex-prefeito ACM Neto, que após o tour na Europa, testou positivo e segue em isolamento.

As férias dos baianos
Muitos políticos baianos estão aproveitando o recesso para tirar férias e circularem no litoral baiano. A NSP já flagrou algumas figuras conhecidas sempre com roskas na mão e cervejinhas geladas. A farra tá boa! Outubro é logo ali.

Classificação Indicativa: Livre