BNews Nordeste

Operações com Pix estão na mira dos auditores fiscais no RN

Agência Brasil

Secretaria de Tributação passou a monitorar pagamentos recebidos pelos contribuintes por meios eletrônicos em maio.

Publicado em 25/05/2022, às 11h24    Agência Brasil    Redação BNews

As operações eletrônicas financeiras, como o Pix, estão na mira dos auditores fiscais do Rio Grande do Norte, neste mês de maio, segundo a Secretaria Estadual de Tributação (SET). O órgão informou que atualizou as malhas fiscais que são os cruzamentos de dados fornecidos pelos contribuintes e instituições financeiras, incluindo essa nova modalidade de pagamento.

De acordo com o G1, além do Pix, boletos, transferências e vouchers, entre outros, entram na mira dos auditores fiscais. A medida tem como objetivo combater à sonegação fiscal, que é considerada crime contra a ordem tributária. Até então, o fisco operava com malhas que relacionavam apenas informações de vendas efetuadas com cartão de crédito ou débito, e, muitas vezes, não representavam a movimentação real das empresas.

Leia mais:

Jovem é preso suspeito de agredir a mãe idosa e roubar o carro dela

Cerca de 40 ônibus ficam sem circular em Teresina por irregularidades trabalhistas

Homem tem surto em UPA e tenta agredir pessoas com extintor de incêndio

Agora os auditores podem identificar, por exemplo, os casos em que uma empresa não emitiu notas fiscais, ou recolheu impostos com valores menores que o devido, mas recebeu pagamentos via Pix com valores acima dos informados. “Temos atuado, desde o início desta gestão, para modernizar os nossos controles, o que é fundamental para a equalização de receitas do Estado em conformidade com a movimentação real dos setores econômicos. E acompanhar as novas formas de pagamento faz parte desse processo”, diz o secretário estadual de Tributação, Carlos Eduardo Xavier.

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre