Polícia

Jornalista é torturada e estuprada por sogra dos filhos em Minas

A agressora ainda contou com a ajuda do namorado

Publicado em 21/10/2015, às 09h53    Reprodução    Redação Bocão News (@bocaonews)

“Cada cômodo desta casa, cada parede, cada canto me lembra de como eu fui machucada e torturada. Eu não consigo dormir à noite, eu fecho os olhos e fico com medo de alguém me atacar”. O depoimento é da jornalista de 43 anos que foi espancada, esfaqueada e estuprada pela sogra de seus dois filhos e o namorado da mulher.
O crime aconteceu em Dom Cavati, na região do Rio Doce, na última terça-feira (13), na casa da vítima. O casal foi preso nessa quarta-feira (14) e segue detido no presídio de Inhapim, na mesma região. O motivo da série de torturas e agressões seria a cobrança de um cheque.
A suspeita de 41 anos é sogra de dois filhos da jornalista, e o comparsa, de 32 anos é namorado dela. Segundo a vítima, o relacionamento das duas era amigável e, até então, sem conflitos. “Ela até me elogiava pela forma como eu tratava as filhas dela, minhas noras”, conta.
Segundo a Polícia Civil, que investiga o caso, o casal suspeito foi até a casa da vítima na noite de terça-feira (13), quando a jornalista estava sozinha no imóvel. Quando a vítima iria servir um café para eles, foi agredida com chutes, tapas, socos e empurrões. Durante quase uma hora, foi torturada em diferentes cômodos da casa, sendo esfaqueada e abusada sexualmente. Durante a ação, os agressores exigiram várias vezes que ela não contasse nada a ninguém, já que a cidade é pequena.
A vítima está sendo acompanhada por um psicólogo, já que ainda está em estado de choque pelo que aconteceu. "Eu não sei como vou fazer, mesmo com o meu marido em casa agora, lembro tudo o que aconteceu aquele dia, em cada lugar desta casa que eu passo. Eu não consigo dormir à noite,. Eu vejo vultos e fico pensando que são eles voltando para cumprir a promessa de me matar. Só espero que a justiça seja feita e que seja mantida, para que eles não sejam soltos", conclui. 

Classificação Indicativa: 18 anos