Polícia

Caso Cristal: Arma utilizada para matar adolescente é apreendida

Leitor BNews

A adolescente foi morta durante um assalto, na última terça-feira (2), em Salvador

Publicado em 05/08/2022, às 16h32 - Atualizado às 16h36    Leitor BNews    Beatriz Araújo

A arma utilizada no crime que tirou a vida da adolescente Cristal Rodrigues Pacheco, de 15 anos, no bairro do Campo Grande, em Salvador, na última terça-feira (2), foi apreendida pela Polícia Civil. O armamento foi localizado durante a Operação Purgato, realizada no região do centro da cidade, nesta sexta-feira (5).

De acordo com a polícia, a pistola calibre 6.35 foi encontrada com um carregador e três munições intactas, na casa de um adolescente, na Rua do Sodré, no Largo Dois de Julho. Com o adolescente, os policiais também apreenderam porções de cocaína.

Informações preliminares levantadas durante a operação dão conta de que uma das acusadas de participação no crime entregou a arma ao adolescente, que escondeu o armamento dentro da residência onde foi localizado. O suspeito foi encaminhado à Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI).

Ao BNews, a Polícia Civil informou que Operação Purgato teve início no dia 21 de julho, com atuação de policiais de quatro Departamentos, com o obejtivo de reprimir furtos, roubos e outros crimes.

"Desde o início da Purgato, em julho, mais de 90 suspeitos foram conduzidos para averiguação e oito pessoas foram presas. As ações são realizadas em diversos pontos do Centro, por equipes dos Departamentos de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), de Polícia Metropolitana (Depom), de Inteligência Policial (DIP) e de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), sob a supervisão da Assessoria Executiva de Operações de Polícia Judiciária (AEXPJ)", relatou a PC em nota.

O caso

A adolescente foi assassinada a caminho da escola, em frente ao Passeio Público, no Campo Grande. A vítima estava na companhia da mãe e de uma irmã, de 12 anos, quando foi abordada por duas mulheres armadas.

As suspeitas estavam com uma faca e uma arma de fogo. Ao anunciar o assalto, uma delas atirou contra a adolescente, que não resistiu ao ferimento provocado pelo disparo e morreu ainda no local.

Pouco mais de 48h após o crime, as duas acusadas de participação no crime que tirou a vida da estudante acabaram sendo presas pela Polícia Civil da Bahia. A primeira a ser capturada foi Gilmara Daiam de Sousa Brito, 31 anos, localizada dentro de uma construção abandonada em uma invasão, em Alto de Coutos, no Subúrbio Ferroviário.

Já a segunda, Andréia Santos Carvalho, conhecida como "Rasta", se apresentou ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), nesta quinta-feira (4), acompanhada de um advogado. As duas acusadas foram encaminhadas para o presídio após passarem por audiência de custódia, que manteve a prisão preventiva da dupla.

Siga o TikTok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre