Polícia

Faca utilizada por colega de trabalho para golpear taxista pode ter rompido artéria do coração

Reprodução/Redes sociais
O taxista morto no Itaigara foi identificado como Regivaldo dos Santos, de 51 anos  |   Bnews - Divulgação Reprodução/Redes sociais

Publicado em 12/06/2024, às 09h01   Redação BNews



O taxista Regivaldo dos Santos, de 51 anos, morreu após ser atingido com uma pequena faca de cozinha de lâmina profunda enquanto almoçava na tarde de terça-feira (11), em um ponto de táxi do bairro do Itaigara, em Salvador.

De acordo com um perito criminal que estava no local realizando o levantamento cadavérico, a vítima foi ferida no peito, na parte externa do coração, o que provocou uma hemorragia interna, provavelmente em decorrência do rompimento de uma artéria.

O suspeito do crime é o colega de profissão da vítima, já identificado pela Polícia Civil. A instituição policial afirma que está à procura de João Rodrigues Barbosa. O ataque aconteceu após uma briga motivada por uma disputa de uma vaga em uma fila de taxistas.

Reginaldo morreu no local do crime, antes da chegada de uma equipe de paramédicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). No momento em que foi golpeado, ele estava almoçando dentro do próprio veículo.

A vítima era taxista há mais de 20 anos e deixa quatro filhos. O homicídio está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

"Apuramos que realmente foi uma briga entre taxistas. As investigações continuam e serão desenvolvidas pelo DHPP, a 1ª DH [Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico)] já está com pessoas nas ruas tentando prender o autor do fato. Ele já foi identificado e apenas questão de tempo para prendê-lo", afirmou Glória Isabel. 

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp