Polícia

Mais de 1 milhão de pessoas tentaram fraudar a identidade em março, revela Serasa

Reprodução/Pixabay
Golpistas fraudaram a identidade para obter vantagens financeiras  |   Bnews - Divulgação Reprodução/Pixabay

Publicado em 14/06/2024, às 16h01   Cadastrado por Sanny Santana



O mês de março, no Brasil, registrou 1.064.803 tentativas de fraude de identidade, que foram detectadas através de tecnologias antifraude que envolvem a verificação de dados cadastrais, de documentos e biometria facial. 

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp

Em relação ao mesmo mês de 2023, o aumento é de 24,3%. É o maior número já marcado pelo Indicador de Tentativas de Fraude da Serasa Experian desde o início da série histórica, em 2022.

As fraudes de identidade acontecem quando golpistas roubam dados pessoais de terceiros e tentam se passar por eles para obter vantagens financeiras. O indicador identifica essas investidas na abertura de contas ou pedidos de cartões, empréstimos, aluguel de carros, entre outras modalidades.

A maior parte das ocorrências acontece no setor "Bancos e Cartões" (50,9%), enquanto "Telefonia" (1,6%) foi o menos visado pelos criminosos. Em relação às idades, os cidadãos de 36 a 50 anos foram os que tiveram maior incidência das tentativas de fraude em março (35,8%).

Em relação a quantidades de tentativas de fraude a cada milhão de habitantes, o Indicador mostrou que Distrito Federal, Santa Catarina, Mato Grosso, Paraná e São Paulo são os alvos preferidos dos criminosos. No ranking, a Bahia ocupa o 16º lugar.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp