Polícia

Suspeito de tatuar nome em rosto de ex continua preso preventivamente após decisão da Justiça

André Bias/TV Vanguarda

O suspeito de tatuar nome da ex teria duas medidas protetivas contra ele

Publicado em 23/05/2022, às 07h52    André Bias/TV Vanguarda    Redação BNews

O jovem de 20 anos, suspeito de tatuar o rosto da ex-namorada, vai continuar preso preventivamente após decisão da Justiça, em uma audiência de custódia na tarde deste domingo (22). Segundo o G1, o acusado foi encaminhado ao CDP de Taubaté.

O caso, registrado no último sábado (21), aconteceu em Taubaté, interior de São Paulo. Na ocasião, a mãe da vítima de 18 anos fez um boletim de ocorrência contra o ex-namorado da filha após ela ficar desaparecida por um dia e ser encontrada com o nome dele tatuado no rosto.

LEIA MAIS:

Homem morre em confronto com a PM em Valéria; armas e drogas foram apreendidas

Mulher negra é acusada de roubo, passa mal e desmaia em shopping de Salvador; família acusa loja de racismo

Em razão do ocorrido, o jovem, não identificado, foi preso por ter descumprido uma medida protetiva ao ter contato com a ex.

A mãe da jovem, Deborah Velloso, a filha tinha duas medidas protetivas contra o ex-namorado, uma de 2021 e outra de 2022.

Em depoimento à polícia, a mãe informou que encontrou a filha dentro do carro do ex-namorado depois de ter desaparecido. Ao retornar, a vítima apareceu com hematomas e tatuagem no rosto.

O caso foi registrado no plantão policial e será investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Taubaté a partir de segunda-feira (23).

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre