Política

Acostumado às multidões, Lula é recebido por apenas 150 militantes em Salvador

Presidente da CUT na Bahia minimizou o esvaziamento do ato: “outros encontros virão”

Publicado em 23/10/2015, às 20h15    Paulo M. Azevedo    Eliezer Santos (Twitter: @eliezer_sj)

Acostumado a aglutinar multidão nos dias mais prósperos da carreira política, o ex-presidente Lula foi recebido por pouco mais de 150 sindicalistas da Central Única dos Trabalhadores da Bahia (CUT-BA) e militantes do Partido dos Trabalhadores na porta do Hotel Fiesta, no bairro do Itaigara, onde participa, na noite desta sexta-feira (23), do lançamento do Programa Pátria Educadora. 
“O que justifica o número baixo no evento é que ele é seletivo, voltado para os profissionais da área. Obedeceu uma ordem de inscrição para participar. Para a gente não é novidade. Outros encontros virão para discutir indústria, e macro setores. Isso está tranquilo”, minimizou Cedro Silva, presidente da CUT-BA.
O sindicalista ainda apontou a visão dos movimentos trabalhistas para saída da crise econômica que assola o País.
“Que o governo possa baixar os juros e baratear o crédito para que os empresários possam contrair empréstimos e aplicar nas indústrias, contratar mais trabalhadores, e que as pessoas voltem a comprar e fazer a economia girar. Essa é a pressão que estamos fazendo”, defendeu.

Classificação Indicativa: Livre