Política

Ouça: manda o Feliciano aquietar o pintinho dele, diz jovem em áudio

Patrícia Lélis, 22 anos, acusa o deputado federal Pastor Feliciano (PSC-SP) de assédio sexual, agressão grave e tentativa de estupro

Publicado em 04/08/2016, às 10h44        Redação Bocão News

A estudante de Brasília e militante da Juventude do Partido Social Cristão (PSC), Patrícia Lélis, 22 anos, que acusa o deputado federal Pastor Feliciano (PSC-SP) de assédio sexual, agressão grave e tentativa de estupro, aparece em nova polêmica. Em áudio divulgado pelo colunista Leonardo Mazzini, do Uol, ela afirma que o deputado “me levou a fazer coisas à força”.
Segundo o veículo, no áudio a jovem diz que se reúne com o chefe de gabinete de Feliciano, Talma Bauer, em Brasília, e na conversa confirma a denúncia. 
A garota está fora de Brasília, sem os pais. Bauer confirma que esteve com a jovem, 'numa conversa como de pai para filha', para orientá-la, mas sobre o áudio, apesar de não ter ouvido, diz que pode ser montagem. 
Após sair de Brasília, misteriosamente a garota mudou toda a versão. Ela gravou vídeo para o Youtube chamando Feliciano de 'bacana, espalha que foi usada, e que o repórter mente. Gravou outro vídeo que circula agora pelo Whatsapp, dizendo ser 'coisa da esquerda', ao lado Bauer, alvo dessa gravação e a quem deu seguidos recados de que não poderia ficar abandonada.
Ouça o áudio:
Veja o vídeo no qual ela desmente as acusações de assédio e tentativa de estupro.
Matéria relacionada
Jovem acusa Marco Feliciano de tentativa de estupro e desaparece

Classificação Indicativa: Livre