Política

PSDB já discute possível nome para suceder Michel Temer

Presidente foi gravado dando aval para que fosse entregue propina a Cunha para ficar calado na prisão

Publicado em 18/05/2017, às 07h44        Redação BNews

O PSDB já discute quem poderia suceder o presidente Michel Temer (PMDB) depois que o dono da JBS, Joesley Batista, gravou o peemedebista dando aval para a entrega de propina ao ex-deputado Eduardo Cunha para que o mesmo ficasse calado na prisão.

Segundo a coluna Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, os tucanos se reuniram na noite desta quinta-feira (17) no gabinete do senador Tasso Jereissati para discutir a crise e nomes que possam suceder ao presidente Michel Temer, fortemente atingido pelo delator.

A conclusão dos tucanos é de que o melhor nome seria o da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia.

A preferência dos tucanos seria o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, mas concluiu-se que Cármen reuniria mais apoio entre os demais partidos. 

Notícias relacionadas:

Câmara encerra sessão e líderes dos partidos convocam reunião de emergência
Rui classifica momento de denúncia contra Temer como “tsunami”
A Justiça não pode mais blindar Temer, brada Solla

Classificação Indicativa: Livre