Política

Delegado precisará esclarecer circunstâncias em que Marcelo Calero denunciou Lúcio Vieira Lima

Gilmar Felix / Câmara dos Deputados

A defesa do emedebista alega somente no final de 2017 Calero comunicou à PF algo que teria ocorrido um ano antes

Publicado em 03/04/2018, às 10h20    Gilmar Felix / Câmara dos Deputados    Redação BNews

O delegado Josélio Azevedo, da Polícia Federal, terá de esclarecer quando o ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, denunciou o deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB-BA) por ameaça no caso do empreendimento imobiliário em Salvador. 

De acordo com a coluna Expresso, da revista Época, a defesa do emedebista alega somente no final de 2017 Calero comunicou à PF algo que teria ocorrido um ano antes. Portanto, não caberia a investigação recentemente autorizada pelo ministro Edson Fachin, a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR).  Fachin ordenou que o delegado esclareça as circunstâncias da denúncia feita por Calero.

Classificação Indicativa: Livre