Política

PL antibaixaria vira pauta no encontro de prefeitos da UPB

Imagem PL antibaixaria vira pauta no encontro de prefeitos da UPB

Proposta da deputada estadual Luiza Maia continua rendendo polêmica

Publicado em 11/10/2011, às 19h00        Redação Bocão News


O projeto de lei antibaixaria, que prevê o fim da contratação - com dinheiro público - de artistas cujas músicas incentivam o preconceito e a violência contra a mulher, deu o que falar na tarde desta segunda-feira (10), no encontro dos prefeitos com o governador Jaques Wagner. A atividade aconteceu no auditório da União dos Municípios da Bahia (UPB), no Centro Administrativo, em Salvador.

Na ocasião, dezenas de alcaides fizeram questão de subscrever o abaixo-assinado em apoio ao PL proposto pela deputada estadual Luiza Maia (PT), que participou do evento e dialogou com diversos gestores.

“Como mulher e prefeita apoio totalmente esse projeto. Não tenho nada contra nenhuma banda ou artista, mas as letras das canções têm que ter um cuidado maior”, disse a prefeita de São Francisco do Conde, Rilza Valentim (PT).
Outro gestor que se coaduna com a proposição é Joseval Braga, mais conhecido como Zeca Braga (PP), da cidade de Planaltina. “Esse PL tinha que acontecer. Não ‘cai’ bem esses termos utilizados contra as mulheres, na verdade, não cai bem em nenhum lugar e nem contra ninguém”, avaliou o pepista.

A prefeita de Glória, Ena Vilma Negromonte (PP), esposa do ministro das Cidades, Mario Negromonte, também externou sua opinião sobre a matéria, que foi classificada por ela como “uma boa idéia”. “Brincadeira despretensiosa é uma coisa, mas brincar com a violência contra a mulher é outra”.

Classificação Indicativa: Livre