Política

Senador Major Olímpio morre vítima da Covid-19

Divulgação

Anúncio foi feito nas redes sociais do político, nesta quinta-feira (18)

Publicado em 18/03/2021, às 16h19    Divulgação    Henrique Brinco

O senador Major Olímpio, líder do PSL no legislativo, morreu aos 58 anos nesta quinta-feira (18) vítima da Covid-19. O anúncio foi feito pela família em nota no Twitter. Ele estava internado em São Paulo.

"Com muita dor no coração, comunicamos a morte cerebral do grande pai, irmão e amigo, Senador Major Olimpio. Por lei a família terá que aguardar 12 horas para confirmação do óbito e está verificando quais órgãos serão doados. Obrigado por tudo que fez por nós, pelo nosso Brasil", diz o informe.

Ele foi diagnosticado com o vírus no dia 2 de março e, sem seguida, intubado duas vezes - uma no dia 6 de março, da qual se recuperou e foi extubado no dia 9, e a segunda no dia 10. 

O parlamentar deixa esposa e dois filhos. Ele era natural de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo, Olímpio completaria 59 anos em 20 de março.  

Além de Major Olímpio, outros dois senadores já morreram por causa da covid-19. Os outros foram Arolde de Oliveira (PSD-RJ) e José Maranhão (MDB-PB).

TRAJETÓRIA - Olímpio ganhou projeção nacional quando gritou "Vergonha" durante cerimônia de posse de Lula como ministro da Casa Civil. Ele também foi uma das figuras mais importantes para a ascensão do bolsonarismo no Brasil, mas rompeu com o movimento meses depois. 

A principal pauta ao longo de seus mandatos foi a segurança pública. O senador era a favor de penas mais duras para criminosos e da ampliação do acesso a armas para os cidadãos. Candidato à Presidência do Senado no início de 2021, ele defendeu a criação da Comissão de Segurança Pública, antes de abrir mão da candidatura em favor da senadora Simone Tebet (MDB-MS).

 A criação da comissão (PRS 39/2017) foi aprovada no dia 10 de março, sem o voto do senador, que já estava hospitalizado. Seu último pronunciamento foi feito no dia 3 de março. Já do leito do hospital, ele defendeu os direitos dos servidores públicos, durante a sessão que discutia a PEC Emergencial (PEC 186/2019). Com a respiração ofegante, o senador, líder do PSL, se manifestou contra os dispositivos relacionados ao congelamento de salários dos servidores.

Além de policial e político, Major Olímpio era bacharel em ciências jurídicas e sociais, jornalista, professor de educação física, técnico em defesa pessoal e instrutor de tiro. Também foi autor de livros como Reaja! Prepare-se para o Confronto – Técnica Israelense de Combate, de 1997, e Insegurança Pública e Privada, lançado em 2002.

Leia também: 
Deputados baianos recebem com perplexidade morte de Major Olímpio
Alice Portugal lamenta morte de Major Olímpio: "Mais uma vítima desse vírus letal"
"Mais uma vítima do negacionismo", diz Valmir Assunção sobre morte de Major Olímpio
Angelo Coronel sobre Major Olimpio: "Brasil perde um parlamentar combativo e excelente colega"
Presidente do PSL na Bahia lamenta morte do senador Major Olímpio: 'Vai com Deus, amigo'
Otto Alencar lamenta morte de Major Olimpio: "Perdi um amigo"
Major Olímpio participou de ato com aglomeração contra medidas restritivas antes de ser internado
"Tínhamos divergências, mas um grande respeito e boa convivência", diz Wagner após morte de Major Olimpio

Classificação Indicativa: Livre