Política

"Vai ter que provar as besteiras que falou", diz presidente do Conselho de Ética sobre Alden; discussão deverá ser semipresencial

[ "Vai ter que provar as besteiras que falou", diz presidente do Conselho de Ética sobre Alden; discussão deverá ser semipresencial ]
27 de Abril de 2021 às 15:01 Por: Divulgação Por: Pedro Vilas Boas

O presidente do Conselho de Ética da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), deputado Marquinho Viana (PSB), afirmou, em entrevista ao BNews nesta terça-feira (27), que o colega de Casa Capitão Alden (PSL) vai ter que provar "as besteiras que falou", depois de acusar colegas oposicionistas de receberem R$ 1,6 milhão da prefeitura de Salvador.

"Vai ter que provar as besteiras que falou. Absurdo um negócio desse. Acho que é indefensável essa denúncia que ele fez", disse o deputado.

Segundo Marquinho Viana, as sessões para discutir a ação que será apresentada pela bancada de Oposição contra Alden para cassar o mandato deve ser feita de forma semipresencial, por causa da pandemia do coronavírus.

A ação por quebra de decoro ainda não foi apresentada pela bancada de Oposição à Mesa Diretora da Casa. Depois que for entregue, os integrantes da Mesa analisarão e devem enviar ao Conselho.

O líder da Oposição, deputado Sandro Régis (DEM), também é o vice-presidente do Conselho de Ética.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar