Política

PT e Psol descartam participação em atos "Fora Bolsonaro" deste domingo (12)

Reprodução/ Comunicação MST PA

Legendas devem trabalhar juntas em manifestações exigindo o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) previstas para os próximos dias 2 de outubro e 15 de novembro

Publicado em 11/09/2021, às 20h08    Reprodução/ Comunicação MST PA    Redação BNews

O PT e o Psol confirmaram que não participarão das manifestações previstas para o próximo domingo (12), pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem legenda). Os posicionamentos dos partidos foram divulgados em notas divulgadas por suas respectivas executivas nacionais. 

Em nota divulgada neste sábado (11), o PT se diz empenhado em construir - "com vários partidos, centrais sindicais e movimentos sociais" - uma mobilização nacional pela democracia, e também pelo impedimento do presidente.

"Em reuniões realizadas esta semana com outras forças políticas e organizações sociais e populares, definimos como datas de referência para a realização de atos públicos nacionais os dias 2 de outubro e 15 de novembro, além da organização de atos setoriais e regionais ao longo deste período, que têm como objetivo levar a luta pelo impeachment a cada local de moradia, estudo, trabalho, cultura e lazer", anuncia a legenda.

Os atos marcados para domingo são capitaneados pelo Movimento Brasil Livre (MBL) e pelo "Vem Pra Rua", que em 2016 puxaram os atos  pelo impeachment da então presidente Dilma Rousseff (PT). 

Em 2018, estas mesmas organizações também apoiaram o atual presidente e organizaram atos de endosso à candidatura bolsonarista. O PT salienta que não participou da organização nem da convocação dos atos de amanhã, mas salientou que saúda "todas as manifestações Fora Bolsonaro".

"[...] Exigimos a paralisação imediata das reformas antipopulares que tramitam no Parlamento, bem como cobramos do presidente da Câmara dos Deputados que faça tramitar um dos mais de 163 pedidos de impeachment que estão sobre sua mesa", conclui comunicado publicado no site da organização. 

Em pronunciamento mais econômico, o Psol informou que também não participará da manifestação do dia 12.

"Nosso partido faz parte da campanha nacional pelo Fora Bolsonaro, que em breve definirá seu calendário. Seguimos em debate com os partidos de oposição para a construção de uma manifestação ampla pela saída de Bolsonaro nas próximas semanas e nos dedicaremos a essa tarefa", disse a executiva nacional da legenda em pronunciamento publicado no site da legenda na última sexta-feira (10).

Notícias Relacionadas

Partidos aderem ao "Fora Bolsonaro" em Salvador no dia 12; MBL-BA fica de fora

PT de Salvador critica "Fora Bolsonaro" convocado por liberais

Manifestantes liberais de Salvador vão estender faixa contra Bolsonaro no dia 12

Classificação Indicativa: Livre