Política

Reunião de Flávio com aliado para filiação de Bolsonaro ao PTB gera crise no partido

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O encontro, que teria como objetivo acertar a filiação de Jair Bolsonaro à sigla, ocorreu sem o conhecimento da líder nacional do PTB em exercício, Graciela Nienov, colocada no cargo pelo ex-deputado Roberto Jefferson

Publicado em 28/09/2021, às 09h01    Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil    Redação BNews

Uma reunião na semana passada do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) com o empresário Otávio Fakhoury, presidente do diretório do PTB em São Paulo, deu início a uma crise no partido. O encontro, que teria como objetivo acertar a filiação de Jair Bolsonaro à sigla, ocorreu sem o conhecimento da líder nacional do PTB em exercício, Graciela Nienov, colocada no cargo pelo ex-deputado Roberto Jefferson.

Jefferson é o presidente do PTB no Brasil e importante aliado da base radical do presidente Bolsonaro. Preso, o condenado no "Mensalão" teria ficado irritado com a reunião feita sem a sua tutela e sem que fosse avisado. Segundo Graciela, o ex-deputado escreveu uma carta de próprio punho para reforçar o seu apoio à ela, e também disse que toda a família Bolsonaro será bem recebida caso queiram desembarcar no PTB.

"Essa reunião não teve fruto do PTB. Não estava sabendo. Eu quero deixar claro que ele não fala pelo partido — afirmou a presidente, para depois dizer que é a favor da chegada de Bolsonaro e que o mal-estar já foi resolvido num telefonema com Fakhoury.Eu sou desapegada à minha cadeira. A gente quer muito o Bolsonaro no partido. O Flávio, o Eduardo, todos eles, serão muito bem-vindos", afirmou. As informações são do Globo.

Na carta, Jefferson pede a criação de um “conselho consultivo” capaz de dar à presidente poderes para “dissolver provisórias e expulsar murmuradores”.

Nos bastidores, Graciela não costuma criticar diretamente Fakhoury, mas se diz vítima de um boicote interno liderado por outros três correligionários: o jornalista Oswaldo Eustáquio, o deputado Nivaldo Albuquerque, de Alagoas, e a ex-deputada e filha de Jefferson, Cristiane Brasil.

Leia mais

-Presidente do PTB na Bahia diz que Roberto Jefferson segue 'líder inconteste' mesmo em caso de afastamento

-Permanência de Roberto Jefferson no comando do PTB deve ser analisada pelo Ministério Público

-PGR denuncia ex-deputado Roberto Jefferson por incitação ao crime e homofobia

-Bolsonaro cogita concorrer a reeleição pelo Republicanos ou outros três partidos e deve movimentar tabuleiro na Bahia

Flávio aproveitou a conversa com Fakhoury para manifestar o desejo de Bolsonaro de ter autonomia para indicar senadores e candidatos às majoritárias nos estados, principalmente do Nordeste, maior reduto eleitoral do ex-presidente Lula.

O filho do presidente, contudo, fez questão de expor a importância de Jefferson e condicionou qualquer decisão ao aval do aliado.

"A conversa (com Fakhoury) foi boa, mas acho que, antes de qualquer decisão de ir para o PTB, teria que ter uma conversa direta do presidente Bolsonaro com o Roberto Jefferson, o que agora não é possível", declarou.

Classificação Indicativa: Livre