Política

Câmara dos Deputados rejeita parecer da "PEC da Vingança"

Divulgação

Publicado em 20/10/2021, às 20h06    Divulgação    Redação BNews

A Câmara dos Deputados rejeitou, nesta quarta-feira (20), o texto apresentado pelo relator, deputado Paulo Magalhães (PSD-BA), referente a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 5/21, que altera a composição do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). A proposta é vista pelos procuradores como uma interferência direta na autonomia do órgão.

De acordo com o site O Antagonista, foram 297 votos favoráveis e 182 votos contrários. Eram necessários, no mínimo, 308 votos para aprovar a proposta.

Leia também: Conselho de Ética adia análises contra Luís Miranda e Ricardo Barros

Guedes fala em licença para gastar, nega populismo e defende 'governo popular'

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), decidiu não colocar em votação o texto original do projeto. O relator da matéria apresentou uma nova versão do seu parecer à PEC, que entrou em pauta na sessão desta quarta.

De acordo com o texto, o CNMP passaria a ter 17 integrantes — hoje são 14. O relatório atual defende ainda que sejam indicados pela Câmara dos Deputados e Senado cinco membros do CNMP. Anteriormente, o número previa quatro indicações do Congresso.

Matérias Relacionadas

Moro critica PEC da Vingança: "Não é boa para o Brasil"

MP baiano e Ampeb convocam ato contra PEC que amplia poder do Congresso sobre o CNMP

Classificação Indicativa: Livre