Política

João Isidório chegou a ser levado para hospital após afogamento

Divulgação

Publicado em 12/11/2021, às 11h07    Divulgação    Luiz F. Fernandez e Nilson Marinho

O deputado estadual João Isidório, que morreu nesta quinta-feira (11), após se afogar na praia do Loreto, na Ilha dos Frades, em Salvador, chegou a ser levado ao hospital municipal de Madre de Deus, Região Metropolitana (RMS). Na unidade de saúde, uma equipe médica tentou reanimá-lo, mas não obteve sucesso. 

Na manhã desta sexta (12), durante o sepultamento do deputado, o prefeito de Candeias, Dr. Pitágoras, disse ao BNews que assim que foi avisado da morte do colega se dirigiu até o hospital para acompanhar o socorro. 

"Fui avisado pelos familiares dele, sou muito íntimo. [Os familiares] Solicitaram a minha presença, cheguei no hospital assim que o corpo dele deu entrada. Os médicos tentaram reanimá-lo, mas não conseguiram", contou o gestor.

Leia também:

Ele também lamentou a morte precoce do candidato mais votado nas eleições de 2018, com 110.540 votos. 

"Uma perda muito grande para a Bahia e o Brasil. João Isidório era um amigo, além de ser partidário. Conheço poucos políticos com a sensibilidade, coerência e sensatez que ele tinha. A votação que ele consegiu representa o grande político que era. Tenho certeza que fará muita falta. Uma tragédia. Todos nós estamos muito tristes", completou. 

Pitágoras decretou luto de sete dias em Candeias, cidade onde a família do Pastor Isidório tem uma fundação que há mais de 19 anos atua no tratamento e acolhimento de dependentes químicos.

Matérias relacionadas:

Acompanhe o BNews também nas redes sociais, através do Instagram, do Facebook e do Twitter

Classificação Indicativa: Livre