Política

ACM Neto cria documento obrigatório para mercado imobiliário

Sucom só poderá liberar construtoras que apresentarem plano para descarte de entulhos

Publicado em 13/01/2013, às 08h03        Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

O prefeito ACM Neto (DEM) criou um documento que determina para o mercado imobiliário a apresentação de um plano para descarte de entulhos condicionado a aprovação da Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município (Sucom).

A partir de agora, o superintendente do órgão, Sílvio Pinheiro, só poderá liberar o “Habite-se”, documento obrigatório para entrega de casas ou apartamentos novos aos proprietários se apresentarem, o plano ainda durante a fase de obras. Caso a obrigatoriedade não seja cumprida, os donos dos empreendimentos não poderão liberar os imóveis para os compradores.

O problema de entulhos na construção civil foi desencadeado durante visita do prefeito à Baixa do Petróleo, na Massaranduba. A Limpurb retirou da localidade 28 toneladas de entulho descartado de forma irregular por caminhões, que prestam serviços para as construtoras.

O que levou o prefeito a tomar a atitude da criação do documento, é que, enquanto a prefeitura fazia a limpeza, outros caminhões despejavam o material ao mesmo tempo. "A determinação do prefeito é que a gente jogue duro para acabar com isso. Vamos exigir dos empresários que respeitem Salvador", afirmou Silvio Pinheiro.

Além da Sucom, Neto determinou também que a Transalvador, a Limpurb e a Secretaria de Ordem Pública punissem as empresas que forem flagradas no descarte ilegal.

Foto: Divulgação

Classificação Indicativa: Livre