Política

Neto provoca oposição a oferecer alternativa melhor para Reforma Tributária

“Nega apoio, mas não apresenta uma solução”, dispara o prefeito

Publicado em 05/06/2013, às 16h00        Redação Bocão News (@bocaonews)

Sobre a votação da Reforma Tributária, ACM Neto provoca a oposição e pede que ofereçam solução melhor que a medida adotada por ele.  “A oposição se nega a apoiar, mas a política é cíclica, hoje o DEM está na prefeitura, mas amanhã pode ser outro partido. A oposição nega apoio, mas não apresenta uma solução. Se os vereadores estivessem liberados para votar com a consciência sei que muitos apoiariam”, declarou o prefeito em entrevista ao apresentado Mário Kertesz, nesta quarta-feira (5), na Rádio Metropole.

O polêmico projeto da reforma tributária, propostos pelo prefeito ACM Neto, inicialmente marcado para ser apreciado no plenário da Câmara Municipal de Salvador na última terça-feira (28), só deve ser votado na próxima terça-feira (11).

Em defesa da medida adotada pelo seu governo, o prefeito explicou:  “a Reforma Tributária é para dar saúde financeira à cidade viabilizando o serviço público. Salvador tem a pior arrecadação per capta e a reforma vai dar eficiência ao disco municipal. Ao menos R$ 500 milhões devem entrar na conta da prefeitura com a aprovação da reforma tributaria”.

Matéria publicada pelo Bocão News aponta que ACM Neto já se movimentou e conta com apoio oficial de 21 parlamentares de dez partidos contra os 11 votos da oposição. Além de seu partido, o DEM, são favoráveis à reforma PV, PSDB, PDT, PMDB, PPS, PTB, PTN, PRB e PSC.

Vereadores da base governista, em contato com o site, afirmaram que o prefeito ACM Neto cobrou a resolução do impasse com os servidores. Isso deve ser feito da melhor forma e "sem traumas" para "votar a reforma tributária nas próximas duas semanas".

Classificação Indicativa: Livre