Política

Bacelar faz carta aberta, anuncia saída do Podemos e já tem novo partido

Lúcio Bernardo Jr./ Câmara dos Deputados

Em carta enviada à direção nacional do Podemos, Bacelar afirma que o pedido de desfiliação é “irrevogável”

Publicado em 24/03/2022, às 13h30    Lúcio Bernardo Jr./ Câmara dos Deputados    Redação BNews

O deputado federal Bacelar anunciou, nesta quinta-feira (24,) que deixa o Podemos e vai se filiar ao Partido Verde (PV). Em carta enviada à direção nacional do Podemos, Bacelar afirma que o pedido de desfiliação é “irrevogável”.


A saída aconteceu depois da confirmação que Sérgio Moro como candidato do Podemos à Presidência da República. “A permanência no partido ficou insustentável, por motivos ideológicos. Sempre apoiei o governo do PT, na Bahia, e optei por continuar na base do governador Rui Costa e apoiar Lula para presidente. Mas a conversa para a minha desfiliação foi amigável e pacífica. Sigo a carreira política com outros desafios e motivações, abraçando a causa ambiental do PV, bandeira que tem identificação com os meus princípios", declarou Bacelar

Leia mais:

Destino de Bacelar começa ser selado fora do Podemos e na base de Rui; saiba mais
Mesmo com filiação de Moro ao Podemos, Bacelar diz que estará junto com PT na Bahia
De saída do Podemos, Bacelar deixa futuro político nas mãos de Rui Costa

Confira a carta na íntegra:

Carta do deputado federal Bacelar ao Podemos
Nós, dirigentes municipais e estaduais do Podemos, comunicamos a nossa renúncia aos cargos a que fomos eleitos no diretório do partido, na Bahia, e pedimos desfiliação da sigla, em caráter irrevogável. 

Como presidente do Podemos baiano, quero exaltar a atuação da legenda no meu estado e no Brasil. Foram vinte anos de história, dos quais me orgulho muito. 

Ao lado do idealizador do projeto de expansão do antigo PTN, atualmente Podemos, na figura de José de Abreu, pai da presidente nacional Renata Abreu, sonhei, arregacei as mangas, fui a campo, trabalhei e consegui. Pegamos o partido, naquela época sem expressão na Bahia, e fizemos dele uma legenda que passou a ter influência na política baiana, com muitas vitórias e a ocupação de cargos importantes, nas esferas municipal e estadual. Crescemos. O PTN virou Podemos, uma sigla forte e com os mesmos princípios e ideais da luta trabalhista.


A  liberdade que tive para atuar na Bahia foi essencial na construção da democracia em meu estado. Na minha opinião, isso é sinônimo de confiança. Não só em meu trabalho, mas também na minha conduta pessoal. Tudo isso gerou uma relação de amizade. Aliás, vou além. Atrevo-me a dizer que construímos uma relação familiar.  

Hoje, deixo o partido não por questões pessoais, mas por idelogia.Todos sabem que sempre apoiei o governo do PT, na Bahia, e a candidatura de Sérgio Moro à presidência, pelo Podemos, vai de encontro ao que defendo em meu estado. 

A renúncia e a desfiliação acontecem de forma pacífica para ambos os lados. Com conversas francas e sem pendências, como tem que ser. A democracia é assim. A partir de agora, estaremos em lados opostos, para uma disputa política séria, lastreada no respeito entre os postulantes e no compromisso com a Bahia e o Brasil.


Deputado federal Bacelar

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão!

Classificação Indicativa: Livre