BNews Agro

Produtores cobram do Congresso votação de PL que regulamenta questão indígena

[Produtores cobram do Congresso votação de PL que regulamenta questão indígena]
16 de Setembro de 2021 às 18:36 Por: Divulgação Por: Redação BNews

O presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Itapetinga, Dilermando Campos, afirmou que a suspensão do julgamento da questão do marco temporal e a demarcação das terras indígenas no Supremo Tribunal Federal, devido ao pedido de vista do ministro Alexandre de Moraes, cria a possibilidade de toda a polêmica ser resolvida no Congresso Nacional, com a votação do Projeto de Lei 490/2007.
 
Entre os produtores rurais há o consenso de que chegou a hora de deputados e senadores votarem o PL 490, que regulamenta o artigo 231 da Constituição Federal, que trata da questão indígena. 
 
“O projeto tramita há 14 anos no Congresso. Já houve tempo suficiente para discuti-lo. A falta de regulamentação pelo Poder Legislativo do artigo 231 da Constituição foi o que permitiu as mais diversas interpretações do Poder Judiciário, causando a atual insegurança jurídica no campo, geradora de conflitos e instabilidade social”, diz Campos.

Leia mais:
 
Produtores rurais baianos apelam para que STF acabe com "insegurança jurídica" em terras indígenas

Vídeo de empresário bolsonarista ameaçando índios de morte é anexado a inquérito do STF

 
O líder rural destaca a amplitude do PL 490, que não se restringe apenas à questão do marco temporal. “Abrange também o direito de os índios explorarem economicamente suas terras, como ocorre no resto do mundo. Também prevê indenização aos produtores que tiverem suas áreas desapropriadas para a criação de reservas indígenas”.
 
Não existe da parte dos produtores, segundo Campos, nenhum interesse em destituir os direitos tradicionais dos índios. “Muito pelo contrário. Reconhecemos a primazia dos povos originários sobre os territórios que ocupam. Só não concordamos com os movimentos político-ideológicos, comandados por ONGs, bancadas por interesses internacionais, com o objetivo de desestabilizar o agronegócio nacional, atual alicerce da economia de nosso país”
 
O representante dos produtores informa que começa a ser intensificado na Bahia, sob a liderança da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb) e apoio da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), a mobilização de todo o setor agropecuário no sentido de sensibilizar a bancada baiana de parlamentares federais para a votação do Projeto de Lei 490. 

Leia também:
Vulcão capaz de gerar tsunami que chegaria à Bahia está em 'sinal amarelo' de risco de erupção

Após beijo em 'A Fazenda', peoas trocam amassos no banheiro com direito a "mão boba"; veja vídeo


Bruno Reis convida Bolsonaro para ato em Salvador e alfineta governo do PT

Classificação Indicativa: Livre


Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar