Política

Caiado diz que União Brasil não deve decidir sobre candidatura a presidência sem pressa

Victor Pinto/Bnews

"Eu não sou de suprimir etapas”, disse durante lançamento da pré-candidatura de ACM Neto

Publicado em 02/12/2021, às 10h54    Victor Pinto/Bnews    Victo Pinto e Marcos Maia

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, avaliou na manhã desta quinta-feira (2) que o União Brasil, fusão entre DEM e PSL, deve decidir, sem pressa, se terá candidato à presidência da república em 2022.

O político é um dos presentes ao evento de lançamento da pré-candidatura do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, ao governo do Estado.

"Eu não sou de suprimir etapas. Gosto de subir degrau por degrau. Estamos em um primeiro momento de consolidação do nosso projeto [de fusão entre DEM e PSL]. Concluída essa etapa, no final de janeiro, outro momento virá. Nesse momento saberemos muito bem avaliar", disse durante entrevista.

A resposta foi dada após Caiado ser questionado se acredita que o União Brasil deve lançar candidato à presidência da República ou participar de alguma composição em 2022 - como, por exemplo, com o pré-candidato Sergio Moro (Podemos), ex-juiz e ex-ministro do governo de Jair Bolsonaro (PL).

Caiado também lembrou de sua relação com o falecido senador ACM Neto - ainda na época do PFL -, e com o próprio ex-prefeito, de quem foi colega na Câmara dos Deputados. "Não poderia faltar, até pelas minhas ligações com a Bahia", disse.

Na avaliação dele, Neto saberá governar o Estado da Bahia, independente de quem for eleito presidente da República em 2022. “A população da Bahia conhece muito bem o Neto. Não precisa de ninguém vir aqui indicar ‘A’ ou ‘B’. A população sabe o que quer”, opinou.

Em entrevista ao BNews, O ex-deputado Luciano Ribeiro, coordenador do escritório político do ex-prefeito de Salvador, avaliou que o nome de Neto "por si só se garante" - independente das eleições nacionais para presidente da República.

Classificação Indicativa: Livre