Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Coronavírus

Encruzilhada: Prefeito contraria próprio decreto municipal e promove aglomerações na cidade; assista

[Encruzilhada: Prefeito contraria próprio decreto municipal e promove aglomerações na cidade; assista]
18 de Julho de 2020 às 13:58 Por: Reprodução Por: Leo Barsan

Após promover carreata e aglomerações contrariando as recomendações internacionais e o próprio decreto municipal, o prefeito de Encruzilhada, Dr. Ley (PSD), está impedido pela Justiça de realizar novos eventos na cidade durante a pandemia do coronavírus. A decisão é do juiz Eduardo Guerreiro e atende a uma ação do Ministério Público estadual. Caso descumpra a determinação judicial, o gestor terá de pagar multa diária no valor de R$ 20 mil. A cidade registra 73 casos de coronavírus e uma morte pela doença.

O embaraço jurídico do prefeito de Encruzilhada, cidade localizada no sudoeste baiano, começou nesta sexta-feira (17), quando, segundo o MP, o gestor convocou nas redes sociais apoiadores para recepcionar o deputado federal Paulo Magalhães (PSD), em um posto de combustíveis do município. A visita do parlamentar está relacionada à liberação de recursos para uma obra de pavimentação.

Denúncias enviadas ao MP dão conta de que o prefeito organizou um evento para receber o político, inclusive contratando um locutor para coordenar o encontro. Imagens enviadas ao órgão mostram que o chefe do Executivo, que é médico, e os apoiadores se concentraram sem fazer uso de equipamentos de proteção individual. O órgão indica ainda que o gestor tem pretensão de se reeleger.

O deputado federal Paulo Magalhães não pôde comparecer a cidade nesta sexta-feira porque teve o voo cancelado entre Salvador e Vitória da Conquista, por questões climáticas. Nas redes sociais, o político divulgou um vídeo segundo o qual remarcou a visita à Encruzilhada para este sábado, quando participará de uma entrevista marcada em uma rádio local para divulgar a liberação de recursos para obras na cidade.

Autora da ação, a promotora de Justiça Daniela de Almeida ressalta que a ação por objetivo garantir a segurança da população. "O objeto da nossa petição é garantir a segurança da sociedade, diante de um contexto de pandemia. O próprio prefeito aparece em vídeos sem fazer uso de máscaras e fica claro que foi ele quem organizou todo o evento. Inclusive, pediu apoio a Polícia Militar por meio de ofício. Em relação à entrevista do deputado federal não há qualquer impedimento", disse, em contato com o BNews.

O prefeito disse à reportagem que foi surpreendido pela carreata. Além disso, ele explicou que aparece sem máscara em um vídeo no momento em que discursou aos apoiadores para que o movimento fosse encerrado. "Não promovi carreata e fui surpreendido pela manifestação. Pedi apoio a PM para receber o deputado por se tratar de uma autoridade, mas o intuito era de não ocorrer aglomeração. Se há vídeo onde apareço sem máscara foi para orientar o pessoal a não fazer aglomerações e respeitar o momento de pandemia. Concordo plenamente com a decisão do juiz. Sou ponderado", garantiu. Não conseguimos contato com o deputado federal Paulo Magalhães.

Assista:

 

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso