Política

Deputada bolsonarista aciona MPF contra deputada do PSOL após ser chamada de "feia"

Reprodução
A deputada afirmou que vai acionar o MPF (Ministério Público Federal) contra a deputada Érika Hilton  |   Bnews - Divulgação Reprodução

Publicado em 13/06/2024, às 08h20   Rebeca Silva



A deputada bolsonarista Júlia Zanatta (PL-SC) afirmou que vai acionar o MPF (Ministério Público Federal) contra a deputada Érika Hilton (Psol-SP) após ser chamada de "feia" e "ultrapassada" pela deputada. 

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp

“Semana passada, na Comissão do Direito das Mulheres, essa deputada foi xingada, agredida por uma pessoa que se acha no direito de chamar a outra deputada de feia, mandar hidratar o cabelo, me chamar de ridícula. Acha que está livre para proferir as piores ofensas porque usa saia e um cabelo que não é dela”, disse Zanatta.

Ao portal Poder360, a assessoria de comunicação de Zanatta informou que a parlamentar vai acionar o MPF contra Hilton por violação do art. 326-B do Código Eleitoral, além do pedido de indenização por danos morais e coletivos. 

Zanatta também saiu em defesa do deputado Nikolas Ferreira (PL-MG), que também já se envolveu em conflitos com Érika Hilton.

“Ele [Nikolas Ferreira] está ficando cada vez maior porque ele é o maior defensor das mulheres dessa Casa. Foi muito agredido quando vestiu uma peruca, mas, vocês homens, se quiserem agredir mulher daqui para frente ou chamar uma mulher de feia, basta botar uma peruca e uma saia que está liberado para a ministra das mulheres do governo Lula”, afirmou.

Entenda como tudo aconteceu 

O desentendimento começou quando a deputada Hilton chamou Zanatta de “feia” no mesmo episódio em que discutiu com Nikolas. 

O deputado federal rebateu e disse: “Pelo menos ela é ela”. “Você é ridícula, você é feia, ultrapassada. Vai hidratar esse cabelo. Vai se cuidar, pelo amor de Deus”, disse Hilton a Zanatta. Erika acionou o MPF contra o Nikolas por homofobia. 

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp