Política

Deputados buscam assinaturas para autorizar abertura de CPI do Viagra

Reprodução Freepik

Comissão deve investigar aquisição de 35 mil comprimidos

Publicado em 13/04/2022, às 16h48    Reprodução Freepik    Redação Bnews

Após a compra de 35 mil reais em compimidos de Viagra pelo Ministério da Defesa,  o líder do PSB na Câmara dos Deputados, Bira do Pindaré, tenta reunir  assinaturas para a abertura de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI).

Leia também:

Bolsonora minimiza compra de 35 mil comprimidos de Viagra

Ex-PGR, Rodrigo Janot se filia ao Podemos e deve lançar pré-candidatura; saiba para onde

Bolsonaro diz que Jair Renan vive com a mãe e não sabe se filho investigado está certo ou errado

São necessárias, no mínimo, 171 assinaturas de deputados para a instauração da comissão. O citrato de sildenafila, mais conhecido como Viagra, é indicado para o tratamento de homens com disfunção erétil. Dados do Portal da Transparência e do Painel de Preços do governo federal mostram oito pregões  entre 2020 e 2021, e ainda em vigor neste ano.

A maior parte das aquisições é direcionada à Marinha, com 28.320 unidades do medicamento. No caso do Exército, foram 5 mil comprimidos, e da Aeronáutica, 2 mil.

Em nota oficial, o Ministério da Defesa e as Forças Armadas informou que o medicamento é usado para hipertensão arterial pulmonar e por pacientes com esclerose sistêmica, para melhor controle do fenômeno de Raynaud em pessoas acometidas pela grave doença. O governo também ressaltou que o uso para o tratamento de disfunção erétil, a principal indicação do Viagra, "não se encontra priorizado nesse tipo de aquisição".

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre