Política

Marta Rodrigues comenta a dificuldade de eleger prefeito de esquerda na capital; confira

Reprodução / Youtube
A vereadora Marta Rodrigues (PT) é a entrevistada do Radar BNEWS desta sexta-feira (14)  |   Bnews - Divulgação Reprodução / Youtube
Davi Lemos

por Davi Lemos

[email protected]

Publicado em 14/06/2024, às 18h37



A vereadora Marta Rodrigues (PT), que foi a entrevistada desta sexta-feira (14) do Radar BNEWS, salientou a dificuldade que a esquerda soteropolitana tem para eleger prefeitos de esquerda e sobre o que pode prejudicar na busca de reeleger quadros desse espectro político em Salvador quando não se tem um candidato que traga o 13.

"A única pessoa de esquerda que gestou essa cidade foi Lídice da Mata, que era do PSDB, mas é uma mulher de esquerda de luta. Ela foi a única", comentou Marta Rodrigues. A petista ressaltou que, embora Salvador seja conhecida como "capital da resistência", sendo palco da Revolta dos Malês e Revolta dos Búzios, "isso não se reflete nas eleições".

A edil recordou que o PT chegou a bater na trave com Nelson Pelegrino, atualmente conselheiro do TCM. "Por pouco não conseguimos a eleição em Salvador. Além de não se concretizar para a chapa majoritária, isso se reflete para a eleição de vereadores e vereadoras", apontou Marta.

Ela destaca que, atualmente com 12 vereadores, a oposição não consegue quórum para abrir ou manter sessões na Câmara Municipal de Salvador. Sobre o fato de não ter um nome do PT na cabeça de chapa, a petista comentou. "O 13 do PT é muito forte, mas a gente tem que ter essa capacidade de conversar com a população [...] nós não vamos ter o 13 na cabeça, vamos ter o 15, mas vamos ter os vereadores e vereadoras do 13. É importante a gente apresentar para a população que tem um nome", ressaltou, sobre a pré-candidatura de Geraldo Júnior.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp