Política

Pastores atacam Lula após ação do PT contra Bolsonaro: 'Laço do diabo'

Ricardo Stuckert

Pastor se referiu ao ex-presidente como "inferno"

Publicado em 05/05/2022, às 20h54    Ricardo Stuckert    Redação

O pastor José Wellington Costa Junior, presidente da CGADB (Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil), atacou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante culto realizado na segunda-feira (2).

O fato acontece após o Partido dos Trabalhadores protocolar novas ações no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) por campanha eleitoral antecipada do presidente Jair Bolsonaro (PL). Um dos processos cita a presença do chefe do Planalto em cultos realizados em Cuiabá.

Durante celebração, José Wellington chamou Lula de "laço do diabo". No vídeo do encontro, o pastor também afirma que houve pedidos para receber "o outro candidato" na igreja, mas que isso é impossível, porque "o inferno não tem como entrar num lugar santo".

"Alguns pastores ainda vêm trazer proposta do PT, pedir para que (a gente) receba outro candidato. Não cabe. O inferno não tem como entrar em lugar santo", diz.

Pai de José Wellington, o pastor José Wellington Bezerra da Costa afirma que o PT é o "Partido das Trevas".

Veja:

Classificação Indicativa: Livre