Política

SP vai acionar STF por passaporte da vacina, diz Doria

Reprodução/Govesp

Estado vai se associar à ação do partido Rede para que o governo federal adote o passaporte nas fronteiras brasileiras

Publicado em 10/12/2021, às 11h05    Reprodução/Govesp    Redação BNews

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta sexta-feira (10) que o Estado irá ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que seja exigido o comprovante de vacina contra a Covid-19 para quem entra no Brasil.

Em entrevista ao UOL News, Doria disse que SP vai se associar à ação do partido Rede, em andamento na Corte, para que o governo federal adote o chamado passaporte vacinal nas fronteiras brasileiras.

"Vamos nos associar, integrar a esta medida, que foi proposta pelo partido Rede, de maneira muito correta. Estamos nos associando a esta solicitação, que foi encaminhada ao Supremo Tribunal Federal", afirmou.

Doria também disse que outros governos estaduais, através de suas secretarias de Saúde, avaliam fazer o mesmo. "O problema não afeta só São Paulo. O problema afeta todo o país", continuou.

Na última quarta-feira (8), O governador de São Paulo afirmou, em seu perfil no Twitter, que se o governo federal não aderisse ao passaporte vacinal até 15 de dezembro, o documento passaria a ser exigido em todo o território paulista a partir da mesma data.

A ação da Rede foi protocolada no final de novembro, dias após a identificação da variante Ômicron, nova cepa do novo coronavírus.

Na última segunda-feira (6), o ministro Alexandre de Moraes, relator do processo no STF, pediu para o governo se manifestasse sobre as providências tomadas para barrar a transmissão da covid por visitantes estrangeiros.

Em resposta à Corte, a Advocacia-Geral da União (AGU) negou na última quinta-feira (9) que o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) esteja sendo omisso no combate ao avanço da Ômicron.

Classificação Indicativa: Livre