Política

Neto rebate delator e diz que doação da Odebrecht não foi caixa 2

[Neto rebate delator e diz que doação da Odebrecht não foi caixa 2]
13 de Abril de 2017 às 19:33 Por: Chayenne Guerreiro0comentários

O prefeito ACM Neto negou qualquer tipo de recebimento ilícito de verbas para sua campanha de 2012, através da empreiteira Odebrecht. A declaração veio após divulgação do depoimento de delação premiada, de André Vital Pessoa de Melo, executivo da Odebrecht.

O delator afirmou que a empreiteira doou R$ 1, 8 milhão, através de caixa 2, à campanha de Neto para a prefeitura de Salvador. O valor total doado foi de R$ 2, 2 milhões – o pagamento de R$ 400 mil foi realizado “via bônus eleitoral”, segundo Vital.

Por meio de nota, o prefeito afirmou ter encontrado o executivo da Odebrecht, mas que tudo foi feito dentro da legalidade. “Estive com o senhor André Vital, diretor do Grupo Odebrecht na Bahia, que me informou que a empresa estaria disposta a colaborar com a nossa campanha a prefeito de  Salvador em 2012. Indiquei um colaborador da nossa campanha  para tratar do assunto. Eles se encontraram e ficou acertado que a Odebrecht faria doação para a nossa campanha através do nosso partido, o Democratas. Fato que aconteceu dentro da lei, com tudo registrado na Justiça Eleitoral. Portanto, não houve doação de caixa 2 para a nossa campanha. Estou  tranquilo e pronto para prestar todos os esclarecimentos que forem necessários neste caso”, afirmou.              

A campanha de Neto em 2012 recebeu mais R$ 21,9 milhões em 147 doações eleitorais e apesar da afirmativa do prefeito, não há identificação da Odebrecht na prestação de contas de campanha ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

 
Notícias Relacionadas: 
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas