Salvador

Conselheiro tutelar acusa família de idoso de agressão e furto de celular no Cabula

[Conselheiro tutelar acusa família de idoso de agressão e furto de celular no Cabula ]
19 de Maio de 2021 às 13:09 Por: Reprodução / Redes Sociais Por: Brenda Viana

A briga entre o conselheiro tutelar  Alex Teles e o seu vizinho Aloísio, moradores do bairro do Cabula IV, em Salvador, teve mais um capítulo. Nesta terça-feira (18), familiares do idoso agrediram o conselheiro tutelar na porta de casa.

Nas imagens, é possível observar o neto de Aloísio, Victor, agredindo Alex durante um bate-boca. Outro familiar do idoso, ao perceber a confusão, bate na mão do conselheiro, que acaba deixando o celular cair no chão. Imediatamente, o neto pega o aparelho e coloca dentro do short.

Os vizinhos que estavam na porta com Alex também sofrem com as agressões dos familiares. De acordo com a vítima, o neto de Aloísio passou primeiro com o carro soltando piadas e retornou, de ré, para tirar satisfação de algo. "A gente estava na rua, ele passou com o carro soltando piada, falando xingamento. Aí ele retorna e começa a intimidade com a gente, cercar todo mundo e chamar outros familiares. Ele passa xingando a gente, e a gente tenta entrar em casa para não ter confusão. Na tentativa de entrar em casa para se proteger, ele vai e dá um murro na gente e acontece toda a confusão", disse ao vivo durante o Balanço Geral.

Ele ainda comentou sobre o celular que foi furtado pelo neto do idoso no meio da confusão. "Ontem durante a confusão, um dos familiares empurra minha mão e o celular cai no chão e o neto de seu Aloísio pega o celular e sai com o carro. É mais uma tentativa de intimidar a gente e ameaçar", comentou. 

Alex Teles ainda informou que os familiares estão mandando mensagem para amigos dele como forma de ameaça. "A gente deu queixa de roubo, meu celular não tem senha. Ele está todo desbloqueado, estão mandando mensagem pelo WhatsApp para os meus familiares e amigos. Então esse crime de roubo foi denunciado e a gente espera que o celular apareça".

A família de Aloísio, que novamente se deslocou para a delegacia do idoso, nos Barris, em Salvador, nega qualquer tipo de agressão, mesmo com as imagens mostrando o tapa, e comentaram que sofrem constantemente com Alex e sua família. A mãe do suposto agressor relata que o conselheiro teria ameaçado o filho com uma faca. "Na verdade, tudo se iniciou lá no início da rua, Alex puxou uma faca. A gente não é de briga, a gente não tem antecedentes criminais", comentou.

Victor, o rapaz de azul que é filmado agredido e pegando o celular de Alex, relata que a briga é de vizinho e não tem o caso de homofobia relacionado. "Estão pegando a bandeira e atacando uma causa que não tem nada a ver, é uma causa totalmente à parte, é uma briga de vizinho que eles tão querendo guardar isso e fazer isso esse enxame todo que não tem necessidade, é uma briga de vizinho, só isso", relatou. Ele ainda falou que, após as ameaças de Alex com uma faca, pegou algo no carro para se proteger caso o conselheiro lhe agredisse.  “Quando eu vi os dois [Alex e o vizinho] com a faca, chamei meu tio. Fui pegar um negócio no carro para caso ele meta a faca em mim eu me proteger”.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar