Saúde

Dengue e depressão podem estar associadas, aponta estudo

Divulgação/Fiocruz
Infecção do mosquito da dengue pode ser causador de impacto na saúde mental  |   Bnews - Divulgação Divulgação/Fiocruz

Publicado em 05/07/2024, às 06h26   Pedro Moraes



A infecção da dengue é um potencial causador da depressão entre curto e longo prazo. Pelo menos é o que aponta um novo estudo que identificou a situação. Cerca de 50 mil pacientes que foram infectados pelo mosquito Aedes aegypti, vetor da doença, participaram do estudo.

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp.

Conduzida por pesquisadores da Universidade Nacional Cheng Kung e dos Institutos Nacionais de Pesquisa em Saúde, de Taiwan, a pesquisa foi publicada nesta quarta-feira (3), na revista científica PLOS Neglected Tropical Diseases.

Com dados coletados de 2002 a 2015, o estudo teve o objetivo de decretar se os indivíduos com dengue tinham maior propensão a desenvolver ansiedade, depressão e distúrbios do sono em diferentes estágios após a infecção.

No geral, os resultados citaram que os pacientes que tiveram dengue apresentaram um risco maior de desenvolver depressão. Os períodos analisados foram em menos de três meses, de três a 12 meses e mais de 12 meses após a infecção.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp