Saúde

Pesquisa revela benefícios na saúde feminina com uso regular de vibradores; saiba mais

Arquivo pessoal/Lorena Magalhães

Os benefícios do uso regular dos vibradores incluem melhora na saúde do assoalho pélvico e na saúde sexual de forma geral

Publicado em 26/05/2022, às 13h44    Arquivo pessoal/Lorena Magalhães    Redação Bnews

Uma pesquisa feita pelo Cedar-Sinai Medical Center, nos Estados Unidos, afirma que médicos deveriam prescrever o uso regular de vibradores para suas pacientes mulheres. Em artigo publicado recentemente na revista The Journal of Urology, a equipe concluiu que a prática comprovadamente traz benefícios médicos, como melhora na saúde do assoalho pélvico, redução da dor vulvar e melhorias na saúde.

De acordo com a ginecologista e obstetra Lorena Magalhães é fundamental o uso de vibrador como um dispositivo terapêutico e não apenas como brinquedo sexual:

"Pra mim, já é uma prática comum e fundamental. No aspecto psicológico, tem a vantagem do empoderamento, não ficar submissa a vontade alheia, do outro para ter prazer. Para o orgasmo é fundamental apetrechos que ajudam para que seja mais intenso. De forma médica, ginecológica, a vagina possui musculaturas, a gente se dando prazer, fazendo essa musculatura trabalhar é uma forma de melhorar nossa excitação, aliviar dor na relação, dor no dia a dia (dor vulvar), e é como uma forma lúdica de fisioterapia pélvica".

Leia mais:Sozinho ou acompanhado: Sexo traz inúmeros benefícios à saúde; confira

Diversas pesquisas já haviam indicado os impactos positivos da masturbação feminina frequente na saúde física e mental. Para confirmar os benefícios, os pesquisadores americanos revisaram bancos de dados de estudos sobre o assunto. Em sua análise, a equipe encontrou evidências de uma série de benefícios do uso regular do vibrador, incluindo melhora na saúde do assoalho pélvico, redução da dor vulvar e melhorias na saúde sexual geral. Eles também encontraram casos de uso regular de vibradores levando a melhorias na incontinência urinária, juntamente com aumento da força muscular do assoalho pélvico.

A equipe liderada pela pesquisadora Alexandra Dubinskaya, constatou que usar vibrador durante a masturbação reduz o tempo que uma mulher leva para atingir o orgasmo e também ajuda a alcançar orgasmos múltiplos, o que contribui para a redução do estresse e melhora na saúde sexual geral, segundo informações de outros estudos. Diante disso, eles sugerem que é hora de especialistas em medicina pélvica feminina, cirurgia reconstrutiva e até mesmo médicos em geral começarem a prescrever vibradores para suas pacientes.

Leia também:Prefeitura promove campanha de automasturbação feminina e gera polêmica

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão!

Classificação Indicativa: 10 anos