BNews Turismo

Butão reabrirá fronteira para turistas a partir de setembro, mas não será nada barato; entenda

Divulgação / Vikramjit Kakati - Pixabay

Considerado o país mais feliz do mundo, Butão reabrirá suas fronteiras pela primeira vez após a pandemia

Publicado em 20/07/2022, às 16h24    Divulgação / Vikramjit Kakati - Pixabay    Redação BNews

O Butão, localizado aos pés dos Himalaias, na Ásia, é muitas vezes referido como "o país mais feliz do mundo" graças ao seu Índice Felicidade Interna Bruta, criado em 1972, pelo ex-rei Jigme Sinye Wangchuck. Mas quem desejar conhecer essa monarquia a partir do dia 23 de setembro, quando as fronteiras para viajantes internacionais forem reabertas após mais de 2 anos de pandemia, vai precisar de mais que um sorriso no rosto. Os turistas deverão pagar uma taxa de permanência de US$ 200, ou mais de mil reais, por cada dia no país.

Visitar o Butão nunca foi uma tarefa fácil. Este país montanhoso entre a China, a Índia e o Nepal já era considerado um destino para poucos, pois os turistas só podem acessá-lo através de um punhado de operadores turísticos locais e sempre a tíquete médio alto (com gasto diário obrigatório de pelo menos US$ 200 por pessoa) e mediante ao pagamento de uma taxa de visitação diária, que durante mais de 30 anos foi de US$ 65.

De acordo com as autoridades nacionais, o aumento da taxa será uma forma de compensar os impactos ambientais causados pelo turismo no país, além de aumentar o investimento no treinamento dos profissionais do turismo.

"Durante a pandemia, a Covid-19 nos permitiu repensar como o setor pode ser melhor estruturado e operado, mantendo as pegadas de carbono baixas”, disse Tandi Dorji, presidente do Conselho de Turismo do Butão e ministro das Relações Exteriores do país, em comunicado. Apesar de sua preocupação ambiental, a medida tem sido vista como uma tentativa de tornar o turismo no país uma atividade ainda mais exclusiva ao mercado de luxo.

Por outro lado, a nova lei de viagens acaba com uma antiga barreira. A partir de 23 de setembro, os turistas poderão planejar suas viagens e atividades no país, deixando de ficar restritos ao número limitado de opções de pacotes oferecidos por agências e operadores nacionais.

Siga o TikTok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre