BNews Pet

Filmes com cachorros aumentam a aquisição da raça na moda; saiba como isso pode ser prejudicial

Reprodução/ Filme Dog, a wild journey

Pesquisa constata que a presença de cachorros em filmes aumentam a popularidade da raça e a aquisição sem avaliação das características de sociabilidade dos animais

Publicado em 25/04/2022, às 13h00    Reprodução/ Filme Dog, a wild journey    Redação

O sucesso do filme “Dog, a wild journey” lançado na Espanha em 22 de abril e estrelado por um cão da raça Pastor Belga Malinois, virou moda. Muitas pessoas tem se apressado em comprar um exemplar desse bichinho empolgados com a narrativa do filme. A história, dirigida e estrelada pelo ator Channing Tatum, é inspirada em seu próprio cachorro e em uma aventura que fizeram juntos.

De acordo com o portal La Vanguardia, a  Royal Canine Society of Spain (RSCE) está em alerta e receosa com a popularidade da raça presente no filme. O Malinois, apesar de ter qualidades excepcionais, é um cão que precisa de treinamento e nem sempre é o animal de estimação ideal para todas as famílias.

O American Belgian Malinois Club, fez colocou informações sobre a raça com um alerta para interessados em adquiri-la. "Este NÃO é o seu cão de estimação típico... Se você está procurando um animal bonito para ficar em casa com você, ou para passeios, NÃO escolha um Malinois. Esses cães são criados para serem ensinados e atribuídos a tarefas e, em seguida, para realizá-las nos níveis mais altos de suas habilidades mentais e físicas. E o cão subutilizado é um cão frustrado. E um cachorro frustrado não é um bom companheiro de casa”, diz.

Leia mais:

Família de javalis resolve sair para passear e engarrafa trânsito; veja vídeo

Cachorra “estraga” banho relaxante de tutora que não quis te dar atenção; veja vídeo

Por que achamos cachorros tão fofos? Veja o que diz a ciência

Uma pesquisa realizada pela  Moda vs. Função na evolução cultural: o caso da raça de cães e a popularidade  constatou que o sucesso de um filme baseado em cães afeta a popularidade da raça. O filme “The Incredible Journey” lançado em 1963 aumentou a compra de animais da raça Labrador Retriever. Os dez anos anteriores ao filme, se vendia em média 452 cães da raça Labrador, mas nos dez anos seguintes esse número passou a ser de 2.223 animais adquiridos.

Outros filmes também levaram outras raças à moda e crescente aquisição. O lançamento de Babe, o porquinho corajoso, levarão milhares de pessoas a comprarem cães da raça Border collies  em 1995 mesmo sem conhecimento das características da raça.

 Vale lembrar que um animal de estimação não é um brinquedo, é um ser vivo que fará parte da família por 12 ou 15 anos e que, dependendo da raça, possui necessidades e características específicas que devem ser respeitadas e satisfeitas.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre