Coronavírus

"A prefeitura sozinha não tem condições de realizar o Carnaval", afirma Bruno Reis

Vagner Souza/BNews

Prefeito vai se reunir com o governador para decidir sobre a realização da festa

Publicado em 10/11/2021, às 13h44    Vagner Souza/BNews    Léo Sousa e Shizue Miyazono

O prefeito de Salvador, Bruno Reis, afirmou que aguarda a conversa com o governador Rui Costa para definir sobre a realização do Carnaval em 2022. Ele explicou que a prefeitura não tem como realizar a festa sem a participação do governo estadual. A afirmação foi dada durante lançamento do Festival Donas do Sabor, na tarde desta quarta-feira (10) 

"A prefeitura sozinha não tem condições de realizar o Carnaval por mais que seja o principal executor, tenha as maiores atribuições, mas não há o que se falar em um carnaval sem a participação do governo do estado, vamos ter uma conversa sem pressão dos setores, sem agonia dos envolvidos, nós compreendemos a angustia das pessoas que já estão há quase dois anos sem trabalhar, muitas desesperadas que dependem dessa renda para sobreviver para garantir o seu sustento, mas como sempre colocando a vida em primeiro lugar com a responsabilidade que essa decisão exige, iremos sentar e tomar a melhor decisão pensando na vida das pessoas e compreendendo a importância do Carnaval para toda a economia para a cidade", afirmou. 

Leia também:

Na manhã de hoje, Rui Costa afirmou que “não aceito ultimato de ninguém”, após as recomendações da Comissão Especial de Acompanhamento da Retomada dos Eventos da Câmara Municipal de Salvador que aprovou, na última segunda-feira (8), um relatório com os principais pontos abordados nas duas audiências públicas efetuadas para discutir a retomada dos eventos e a realização do Carnaval 2022 em Salvador.

Bruno Reis disse, ainda, que estão avaliando os números, o comportamento da pandemia para decidir sobre a festa, mas ressaltou que novembro é decisivo para os atores envolvidos.

“A prefeitura já tem o know-how, a expertise, a experiência e pode organizar a festa em 30 dias, mas diversos atores que participam do carnaval, que fazem dessa festa a maior festa de rua do planeta, não. Eles colocam que se não houver essa decisão no mês de novembro, eles não têm como participar do Carnaval”, concluiu.

Ontem, o governador explicou a demora para anunciar Carnaval 2022 e disse que ainda não há segurança para tomar a medida: “Muita gente fica ansiosa, querendo que a decisão seja tomada logo. Na minha opinião, a decisão mais inteligente não é tomar a decisão logo", justificou, afirmando que há uma linha horizontal no gráfico de contaminados da Covid-19. "A doença não está subindo, mas também não está subindo", explicou.

Leia também:

'Declarações de Rui sobre carnaval aniquilam empregos', lamenta vice-presidente da Câmara de Salvador
Rui Costa se posiciona contra Carnaval em 2022 e ironiza: 'vai ter com todo mundo usando máscara'

Classificação Indicativa: Livre