Justiça

OAB pede sigilo no caso do advogado acusado de matar namorada e alega "caráter midiático"

Reprodução/Redes Sociais

Entidade alega que interferência pode prejudicar o andamento das investigações

Publicado em 19/10/2021, às 20h51    Reprodução/Redes Sociais    Lucas Pacheco

A Ordem dos Advogados do Brasil seção Bahia (OAB-BA) apresentou à Justiça pedido de sigilo das investigações do caso do advogado José Luiz de Britto Meira Júnior acusado de assassinar a namorada em sua casa, no bairro do Rio Vermelho, em Salvador.

A entidade alegou que a medida é constitucional e necessária “frente ao caráter midiático que assola o caso, que pode atrapalhar o bom andamento processual, o que não se deseja”.

Para justificar o pedido, a OAB-BA juntou diversas matérias veiculadas pela imprensa retratando o caso, as investigações, depoimentos de familiares e possíveis versões do fato.

O pedido foi feito no final da tarde desta terça-feira (19) e ainda não foi apreciado pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

Leia mais:

Acusado de matar namorada no Rio Vermelho, advogado é afastado de comissão da OAB-BA

Advogado acusado de matar namorada no Rio Vermelho vai para prisão domiciliar

Jovem morta por advogado disse à mãe, dias antes do crime, que iria terminar relacionamento

Classificação Indicativa: Livre