Justiça

Ministro do TCU nega participação de procurador fã de Moro em processo na Corte

Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Bruno Dantas ainda disse que o procurador tem causado tumulto processual

Publicado em 12/01/2022, às 22h02    Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil    Redação BNews

O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, negou o pedido do procurador do Ministério Público de Contas, Júlio Marcelo de Oliveira, para participar do processo que investiga a relação de Sergio Moro com a consultoria Alvarez & Marsal.

Em sua decisão, o ministro afirmou que já tinha dito que analisaria o requerimento quando fosse oportuno, à luz de elementos que pudessem indicar interesse público que o justificassem. Entretanto, Júlio Marcelo de Oliveira protocolou uma segunda petição, sem que seu requerimento anterior tivesse sido apreciado.

Leia também:

Lava Jato: Moro nega exageros e comenta grampo em Dilma; saiba mais

União Brasil deve definir apoio a Moro após abril; futuro partido pode indicar vice

Moro tem encontro com Joaquim Barbosa, ex-presidente do STF

Por conta disso, o ministro chamou a atenção do procurador, dizendo que ele está tentando obstruir os trabalhos do TCU e causar tumulto processual, em processo que "nem de longe justifica a atuação de dois membros do MPTCU".

Bruno Dantas ainda ressaltou que as razões apontadas por Marcelo são insuficientes para satisfazer os requisitos legais que justificariam a atuação de custos legis.

"Enfatizo que simpatia pessoal ou convergência ideológica não se confundem com interesse público", concluiu.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre