Economia

Banco do Nordeste pode virar subsidiária da Caixa

Reprodução

Medida está sendo estudada pelo governo Bolsonaro após reclamações do partido do presidente - o PL

Publicado em 06/01/2022, às 11h53    Reprodução    Redação BNews

O governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) avalia transformar o Banco do Nordeste (BNB) em uma subsidiária da Caixa Econômica Federal. 

Segundo o colunista Guilherme Amado, do site Metrópoles, o Palácio do Planalto vem tentando mudar a entidade que gere a carteira de microcrédito do BNB após reclamações do partido de Bolsonaro, o PL.

Caso o plano siga adiante, o governo enviará uma medida provisória ao Congresso Nacional com as mudanças. 

O imbróglio teve início em setembro do ano passado, quando o presidente do PL, Valdemar Costa Neto, divulgou um vídeo pedindo a cabeça de toda a diretoria do BNB. 

Como motivo, ele apontava que a então presidente do Instituto Nordeste Cidadania (Inec), gestora dos programas de microcrédito rural e urbano do banco, era filiada ao PT. 

Desde então, o BNB trocou de presidente e abriu uma licitação para substituir o Inec na gestão do microcrédito urbano. 

Nada disso foi suficiente. Contudo, a ONG continuará tocando o programa pelo menos até o fim do primeiro trimestre deste ano, com um repasse mensal maior.

Ainda segundo a publicação, diante do insucesso das medidas anteriormente tomadas, a nova jogada seria passar o comando do banco para o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, próximo de Bolsonaro e um dos poucos integrantes atuais da equipe econômica que iniciaram o governo.

A alteração tende a gerar controvérsia, gerando reclamações de lideranças regionais - que têm apadrinhados na instituição.

Além disso, colocar o BNB sob o guarda-chuva da Caixa e não fazer o mesmo com o Banco da Amazônia, seu equivalente para a região Norte, levaria a críticas de politização do banco. 

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão

Classificação Indicativa: Livre