Eleições / Eleições 2022

Lula diz que Bolsonaro foi "estúpido" ao conceder indulto a Daniel Silveira e que presidente “não acredita em Deus”

Reprodução // Youtube

Lula disse que a vida do presidente Jair Bolsonaro “não é condizente” com a de um cristão

Publicado em 26/04/2022, às 13h56    Reprodução // Youtube    Redação BNews

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, nesta terça-feira (26), que o presidente Jair Bolsonaro fez "graça" e foi "estúpido" ao conceder indulto ao deputado Daniel Silveira (PTB-RJ).

"Ninguém é obrigado a gostar de mim, mas as pessoas são obrigadas a respeitar aquilo que está acontecendo em benefício de todos no país. Por isso é que eu acho que o Bolsonaro foi estúpido quando fez essa decisão que ele tomou, essa graça que ele fez. Porque ele acha que é graça mesmo, sabe? Não graça no sentido do benefício jurídico, mas a graça do ponto de vista de sorrir", afirmou Lula.

Na semana passada, Silveira foi condenado pelo STF à perda do mandato, dos direitos políticos e a 8 anos e 9 meses de prisão. Segundo o G1, o parlamentar foi julgado por estímulo a atos antidemocráticos e ataques a ministros do Supremo e a instituições do Estado, como o próprio STF. Um dia depois, Bolsonaro anunciou o perdão da pena para o aliado.

Leia também:

Turismo: 17 milhões visitaram unidades de conservação federais em 2021
Fragilidade do Brasil como destino global é evidenciada por ausência no Summit WTTC
Cidade da Itália estuda cobrar entrada para visitantes; entenda

Lula disse, também, que a vida do presidente Jair Bolsonaro “não é condizente” com a de um cristão e que Bolsonaro “não acredita em Deus”. Lula disse ainda que o povo evangélico é “inteligente” e não tem que conversar com pastor nem com “farofeiro que fala, fala, fala em nome de Deus cometendo pecado todo dia”. Ambos os candidatos a presidente disputam o voto desse segmento do eleitorado.

As declarações foram feitas durante entrevista a jornalistas e youtubers aliados e transmitidas em rede social. As falas foram uma resposta a um questionamento sobre a estratégia do ex-presidente sobre os evangélicos e pastores “multimilionários”.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre