Eleições / Eleições 2022

Pré-candidata ao Senado pelo PSol, Tâmara Azevedo pede melhores condições de trabalho a agentes de segurança pública

Foto: Divulgação

Tâmara Azevedo é a 'cabeça' de uma chapa que propõe mandato coletivo no Senado

Publicado em 14/04/2022, às 12h12 - Atualizado às 12h15    Foto: Divulgação    Redação

Pré-candidata ao Senado em chapa coletiva pelo PSol da Bahia, Tâmara Azevedo fez duras críticas às condições de trabalho oferecidas tanto pela Prefeitura Municipal de Salvador, liderada pelo Prefeito Bruno Reis (União Brasil), quanto ao Governo do Estado, chefiado por Rui Costa (PT). 

Tâmara acredita que o governo falhou gravemente nas opções que fez nas políticas de segurança pública nos últimos oito anos de gestão e também nos oito anos anteriores. Para ela, o governo, ao invés de trabalhar para garantir proteção ao povo, focou em se posicionar de forma conservadora sobre esse tema, com de normalização de bárbarie e de violência.

Leia também:

“Uma política de segurança pública eficaz e eficiente garante vidas, tanto do lado dos policiais quanto da população. O governo deveria estar se ocupando de construir mecanismos de inteligência, melhorar a remuneração dos profissionais da segurança publica e garantir melhores condições de trabalho para esses profissionais da Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Municipal, em vez de bradar discursos raivosos”, completa.

A pré-candidata também alega que quem tem mais sofrido com violência são as pessoas negras nas periferias, com a morte dos seus filhos e afirma que a Bahia é o estado que mais morre gente e em Salvador 99% desses mortos são negros e que o Brasil é o país onde mais se mata, de acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

Veja também: Sucesso em 2020, candidaturas coletivas devem crescer nas próximas eleições

“A Bahia não aguenta mais tanta insegurança, o povo da Bahia não aguenta mais viver com medo”, lamenta Tâmara Azevedo. Somente na manhã da última quarta-feira (13), quatro ônibus foram assaltados em Salvador. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), duas ocorrências aconteceram bairro de Sussuarana, um na Tancredo Neves e o outro na Avenida Centenário. A suspeita é que o grupo - formado por seis homens - seja o mesmo que realizaram os quatro assaltos. 

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão. 

Classificação Indicativa: Livre